Tutoria deuterostomados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2851 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE CASTELO BRANCO









TUTORIA DE A1 e A2
Deuterostomados e introdução aos vertebrados












Curso: Ciências Biológicas 4º período
Professor: Marcelo
Aluna: ClaudiaBatista da Silva
Matrícula: 2006190342












Rio de Janeiro
Junho/2008
Estudos Dirigidos - Deuterostomados e Introdução aos Vertebrados – Data para entrega: 21/06/08.

Escolha um Estudo Dirigido para A1 (2,0 pts.) e um para A2 (2,0 pts.), envie um arquivo anexado a sua mensagem com as respostas: 1- Descreva e caracterize os Equinodermos; 2 - Descreva e caracterize os Hemicordados, Urocordados e Cefalocordados; 3 - Descreva e caracterize os peixes Agnatos, Condricties e Osteicties. Fique atento para as seguintes instruções: 1 - O texto enviado deverá ser redigido em "Microsoft Word"; 2 - O arquivo NÃO poderá estar compactado "zipado"; 3 - Deverá ser utilizado, para a realização destatarefa, SOMENTE o seu Instrucional.

1 – Descreva e caracterize os Equinodermos. Tutoria de A1 (2,0 pts).

R: As seis mil espécies do Filo Echinodermata são inteiramente marinhas e incluem os conhecidos ouriços, bolachas, estrelas, pepinos e lírios-do-mar e ofiuróides. Distinguem-se por apresentarem simetria radial pentâmera (cinco partes). A boca surge como uma nova abertura localizada em oposiçãoao blastóporo, que forma o ânus. A parede corporal contém um esqueleto de pequenas peças calcárias, ou ossículos, que comumente apresentam espinhos superficiais, de onde se origina a denominação Echinodermata. Existe um sistema vascular aqüífero único, composto por canais e apêndices com a função de locomoção, alimentação ou troca gasosa. A larva dos equinodermas é bilateral. Ela nada ealimenta-se por meio de faixas ciliares, que se encontram ao redor de seu corpo. Ao fim da vida planctônica, a simetria da larva muda de bilateral para radial. Os equinodermas são quase que totalmente habitantes de fundo e de substratos duros como pedras, rochas e corais, que também foram o habitat de muitas formas extintas. Entretanto, algumas espécies de cada classe invadiram fundos moles e adaptaram-seà vida na areia.

Asteroidea – estrelas-do-mar. Mede de 12 a 24 cm de diâmetro e muitas apresentam cores intensas como vermelho, laranja ou azul. Entre os espinhos, existem projeções da parede corporal, semelhantes a dedos, denominadas pápulas, que exercem as funções de troca gasosa e excreção. A fina parede de cada pápula compõe-se internamente de peritônio e externamente de epiderme. O líquidocelomático circula no seu interior. O sistema nervoso pode ser considerado como primitivo, estando intimamente associado à camada da epiderme. Um anel nervoso está presente ao redor da boca e um nervo radial estende-se para cada braço. Fibras do anel nervoso e dos nervos radiais fazem conexões com os neurônios do plexo nervoso geral da epiderme. A maioria das estrelas-do-mar é carnívora enecrófaga. Crustáceos, moluscos e outros equinodermas são suas presas. Algumas espécies, como as que têm braços curtos, engolem suas presas inteiras; outras evertem o estômago cardíaco sobre a presa. A capacidade de regeneração das estrelas-do-mar é bem conhecida. Qualquer fragmento do corpo que tenha uma porção do disco central é capaz de regenerar-se.
Características - Superfície aboral: espinhos,placas calcárias, madreporito. Superfície oral: boca, sulco, ambulacral, pódios, placas calcárias, espinhos.

Ophiuroidea – ofiuróides. Lembram os asteróides por também possuírem braços. Entretanto, as duas classes são, em outros aspectos, bastante diferentes. Os braços extremamente longos dos ofiuróides são mais distintamente separados do disco central. Não há um sulco ambulacrário e os pés...
tracking img