Turismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1161 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MENEZES, José Newton Coelho. Memória ou Relíquia? Interpretação histórica poder publico e sustentabilidade do turismo cultural In História e Turismo Cultural. Belo Horizonte: 2006
MEMÓRIA OU RELÍQUIA
O autor José Newton Coelho Menezes, é doutor em Historia social pela Universidade Federal Fluminense e professor adjunto da UFIMG. Neste livro, o autor reflete sobre as relações entre o trabalho dohistoriador e o do turismólogo, ele elege pontos essências que se transformam em estratégias de interpretação do legado histórico-cultural e do trabalho interdisciplinar que promovem uma comunicação adequada desse legado para um turismo sustentável. História e turismo são disciplinas que participam ativamente dessa discursão e do trabalho interdisciplinar que envolve a interpretação da culturapassada e presente. O turismo, como a história, é uma construção-ambos organizam um sistema de significados para as manifestação cultural que são apreendidas por intérpretes e publicizadas como possibilidades interpretativas. Nessa reflexão, estão presentes a experiência do historiador e do professor de historia e a discursão com colegas e alunos de história e de turismo.

Neste texto, o autor,abrange o fato de que não pretende ditar procedimento metodológicos que possam servir aos estudiosos da história ou do turismo. Ao pensar regularmente sobre a interpretação histórica e a construção identitária, nosso autor acaba por refletir, consequentemente, sobre o uso turístico dado as interpretações dos historiadores e ao legado histórico socialmente determinado e preservado pela memóriacoletiva, que si chama comumente de patrimônio cultural. O autor em questão nota uma proximidade metodológica entre o tratamento que as duas áreas de saber dão objeto histórico, isso por que ambas definem um evento no passado, buscam apreendê-lo, o interpretam e publicizam a interpretação. Está ultima característica é, para o historiador, produto de uma reflexão intelectual enquanto que para oturismólogo ela é a base de um produto que deve ser comercializado amplamente, configurando um objetivo econômico explicito. O objetivo central do texto é, portanto, uma reflexão de caráter metodológico e que elege instrumentos-Histórico e Turismo- para pensa-los em ação integrada. “Assim, Jose Newton opta por refletir fundamentalmente sobre a ideia de patrimônio e suas formas de interpretá-lo e alémdisso, observaremos a abordagem de outros temas, a saber: o papel dessa interpretação para a ‘Sociedade Contemporânea’ a ‘Monumentalização’ e a ‘Musealização’ da vivência contidiana frete a produção massiva de atrativos turístico”.

José Newton acredita que o atrativo turístico deve ser tomado como junção dinâmica de tempos históricos distintos, em uma amplitude em que o historiador visualiza ahistoricidade do tempo. A percepção de tempos que vão para além do acontecimento ou do fato passado é o que aproxima a história de várias outras disciplinas sócias e que permite pensar uma aproximação com os métodos do turismo e do planejamento de atrativos histórico culturais. . O autor acredita que está se configurando em nossos dias uma dicotomização que busca fragmentar a percepção dessesmediadores temporais. Distingue-se, pois, dois tipos de patrimônio, a saber: “material e o imaterial”. O primeiro seria o conjunto de construções físicas do homem na sua relação com o meio ambiente, enquanto que o segundo agruparia as construções mentais e os valores culturais com signos e significados diversos. Para José Newton esta dicotomia acima apresenta é falsa. O universo material mediasentido, valores, significados. Separá-los em sua compreensão, buscando uma compartimentação de vida, seria destruir a possibilidade de apreensão da construção de uma cultura. Parada conta desse dinamismo temporal, a construção de um modelo de interpretação do passado e a transformação desse modelo em atrativo turístico devem considerar edignificar a vivência como parte de um todo cultural. As questão...
tracking img