Tratamento borra oleosa de petroleo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2456 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BORRA OLEOSA

























PARTE I















SANTOS
2011

BORRA OLEOSA DE PETROLEO



Definição



Emulsão oleosa líquida, pastosa ou sólida e que contém sólidos grosseiros como carepa de ferrugem, areia, terra e outros. Normalmente é gerada quando da limpeza de canaletas de águas oleosas, separadores de água e óleo etanques de petróleo e seus derivados.



Caracterização do Resíduo Sólido estudado



Todo resíduo para ser armazenado, transportado e ter definida sua disposição final, deverá ser previamente caracterizado quanto às suas propriedades físico-químicas e composição, conforme legislação específica para resíduos industriais (VER ANEXO 01).



Riscos e Impactos à saúde humana e aoAmbiente



Fogo: em contato com o fogo libera gases tóxicos. Esse produto pode queimar, mas não se inflama facilmente.

Saúde: irritante para os olhos, pele e mucosa.

Meio Ambiente: prejudicial a plantas e animais. Evitar a contaminação de cursos d´água natural ou esgotos

(VER ANEXO 02)



Fontes geradoras e estimativa da quantidade gerada



Apossibilidade de fontes geradoras para o tipo de resíduo em estudo são:


A) limpeza de fundo de tanque de estocagem de óleo diesel;
B) limpeza de linha (tubulação) que contem óleo diesel;
C) limpeza de caminhão vácuo que opera com óleo diesel




A quantidade estimada de geração deste tipo de resíduo e feita através da programação anual de execução dos serviços mencionadosacima, sendo de aproximadamente a seguinte:


A) para limpeza de fundo de 05 tanques aproximadamente 60 toneladas por ano;
B) para limpeza de 10 Km linha aproximadamente 2 toneladas por ano;
C) para limpeza de 03 caminhões vácuo 1 tonelada ano.

(VER ANEXO 3)


Local utilizado para o destino final do Resíduo Sólido gerado na Baixada Santista


Os resíduos perigosos nãodevem ser dispostos em aterro classe I.

São tópicos importantes para análise das alternativas de tratamento e disposição final:

1) Na avaliação do custo para destinação deve-se atentar para o custo do transporte, pois o valor do frete impacta significativamente o custo final.

2) Aprovação prévia do órgão de controle ambiental local para o tratamento e a disposição final dos resíduos classeI.

3) Somente empresas licenciadas pelos órgãos de controle ambiental local devem ser contratadas para o tratamento e disposição final dos resíduos. Preferencialmente utilizar as empresas cadastradas no banco de dados da Empresa.

Opções para destinação

Co-processamento Cia de Cimento Itambé
Cia de Cimento Portland Itau


(VER ANEXO 03)ANEXOS











































ANEXO 01




























LA204.08.22652

LAUDO DE ANÁLISE - RESÍDUO SÓLIDO


Amostra: 204.08.22652 Data: 20.05.2011


Cliente : OLEO TRANSPORTE S.A.
Endereço : Avenida Ricardo Brun, 197 – Ribeira
Município:Brotas / SP.
Coletor : Labortechnic – Antônio Nakama
Identificação da Amostra: BORRA OLEOSA DE LIMPEZA DE FUNDO DE TANQUE
Natureza do Trabalho : Ensaio de Lixiviação
Data da Coleta : 04.05.2011
Data da Entrada no Laboratório : 04.05.2011 às 15:00 horas

Parâmetro Unidade Resultado Limite Máximo

Arsênio mg/L ND 5,0
Bário mg/l0,2 100,0
Cádimo mg/l ND 0,5
Chumbo mg/l 0,08 5,0
Cromo Total mg/L 0,03 5,0
Fluoretos mg/L 0,15 150,0
Mercúrio mg/L ND 0,1
Prata mg/l ND 1,0
Selênio mg/L ND 1,0

DADOS DA LIXIVIAÇÃO : Tempo total de Lixiviação...
tracking img