Transtornos mentais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1389 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
escola de saúde e biociências
CURSO DE psicologia



transtornos mentais

curitiba
2012


transtornos mentais

Trabalho apresentado ao Curso de Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, como avaliação parcial do 2º Bimestre, 2º Período, em Neurociências aplicada à Psicologia

Orientador: Prof PauloCuritiba
2012
A Neurologia estuda o diagnostico e o tratamento dos distúrbios do sistema nervoso. A Psiquiatria tem um foco diferente, ela se preocupa com o diagnostico e o tratamento dos transtornos que afetam a mente ou a psique.
O ambiente e a hereditariedade interagem e transformam o encéfalo em seu produto, que por sua vez em atividade será o responsável pelo comportamento humano. OADN é um fato determinante individual, a menos que a pessoa tenha um irmão gêmeo, ou seja, o encéfalo é fisicamente diferente de todos os outros. Outro fator que o faz único são suas experiências vividas. A doença mental é diagnosticada quando o indivíduo apresenta distúrbios de pensamento, humor ou dificuldades de adaptação ou objeções funcionais.
O surgimento da Psiquiatria como uma disciplinafoi um grande avanço na secularização dos transtornos mentais, onde era uma disciplina voltada para o tratamento destes transtornos.
O neurologista e psiquiatra Sigmund Freud teve uma grande influência nesse ramo. Apresentou a teoria da Psicanálise que se baseou em duas hipóteses, a primeira que grande parte da vida mental é inconsciente, e a segunda é que as experiências passadas, principalmenteas da infância, determinarão o comportamento da pessoa para o resto da vida. Em sua teoria Freud descrevia o transtorno mental como resultante dos conflitos conscientes e inconscientes, e que o tratamento eficaz seria ajudar o paciente a desvendar os segredos do inconsciente suprimidos pela consciência.
Skinner defendia uma teoria diferente, acerca da personalidade, a hipótese de Skinner sobreos comportamentos humanos, é que estes eram respostas aprendidas ao ambiente, pois o behaviorismo baseia-se em comportamentos observáveis e seu controle pelo ambiente, através do reforço. Os transtornos mentais são vistos aqui como comportamentos mal adaptados que foram aprendidos, e o tratamento proposto é através da modificação dos comportamentos mal adaptados, tentando fazer com que estes sejamdesaprendidos.
As abordagens “psicossociais” tem bases neurológicas, onde pressupõe-se que o encéfalo é modificado em sua estrutura pelo aprendizado e experiências anteriores responsáveis pelas alterações comportamentais, propõem em seu tratamento a psicoterapia.
No começo do século XX, o transtorno psiquiátrico denominado como Paresia geral do insano, era presente em cerca de 10 a 15% depacientes de instituições psiquiátricas, seu curso era progressivo, iniciava-se com sintomas de mania, como excitação, euforia e delírios, e logo progredia para a deterioração cognitiva, até chegar a paralisia e a morte, descobriu-se que sua causa era resultado de uma infecção encefálica causada pelo microorganismo Treponema Pallidum, causador da sífilis. Essa descoberta trouxe o aparecimento detratamentos efetivos, Paul Ehrlish descobriu que a droga arsfenamina poderia matar o microorganismo, e após também descobriu-se que a penicilina possuia extrema eficácia contra o T. Pallidum, erradicando quase que por completo as infecções encefálicas.
Vários outros transtornos mentais têm bases biológicas, e compreender essas causas permite estabelecer o tratamento necessário para se chegar à cura,contudo também existem os transtornos em pessoas consideradas saudáveis com causas desconhecidas, e que possuem suas raízes em alterações anatômicas, químicas e funcionais do encéfalo.
O medo é uma resposta adaptativa a situações de perigo. Muito medos são inatos e característicos de cada espécie, por exemplo um camundongo não precisa aprender a ter medo de um gato. Mas o medo também pode ser...
tracking img