Transtorno afetivo bipolar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1796 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituto de Ensino Superior de Goiás - IESGO
Curso Enfermagem
Disciplina: Saúde Mental (CAPS II)
Preceptora: Simone L. Fernandes

ESTUDO DE CASO

Autoras: Adriana Gomes
Lorena A. Caxito

Formosa/GO
2011
Instituto de Ensino Superior de Goiás - IESGO
CursoEnfermagem
Disciplina: Saúde Mental (CAPS II)
Preceptora: Simone L. Fernandes

ESTUDO DE CASO: Transtorno Afetivo Bipolar

Formosa/GO
2011

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO..........................................................................................................4
2.OBJETIVO.................................................................................................................7
3. METOLOGIA............................................................................................................8
4. RELATO CLÍNICO...................................................................................................9
5. PLANEJAMENTO DA ASSISTÊNCIA.................................................................10
6.DISCUSSÃO............................................................................................................12
7. CONSIDERAÇÕES FINAIS...................................................................................13
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS....................................................................14

1. INTRODUÇÃO

O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB), também conhecido como Transtorno Bipolar do Humor (TBH), éuma doença relacionada ao humor ou afeto, classificada junto com a Depressão e Distimia. O TAB se caracteriza por alterações do humor, com episódios depressivos e maníacos ao longo da vida. É uma doença crônica, grave e de distribuição universal, acometendo cerca de 1,5% das pessoas em todo o mundo(BALLONE, 2005).
A alternância de estados depressivos com maníacos é a tônica dessa patologia.Muitas vezes o diagnóstico correto só será feito depois de muitos anos. Uma pessoa que tenha uma fase depressiva, receba o diagnóstico de depressão e dez anos depois apresente um episódio maníaco tem na verdade o transtorno bipolar, mas até que a mania surgisse não era possível conhecer diagnóstico verdadeiro. A depressão do transtorno bipolar é igual a depressão recorrente que só se apresenta comodepressão, mas uma pessoa deprimida do transtorno bipolar não recebe o mesmo tratamento do paciente bipolar.(BALLONE, 2005)
O início desse transtorno geralmente se dá em torno dos 20 a 30 anos de idade, mas pode começar mesmo após os 70 anos. O início pode ser tanto pela fase depressiva como pela fase maníaca, iniciando gradualmente ao longo de semanas, meses ou abruptamente em poucos dias, jácom sintomas psicóticos o que muitas vezes confunde com síndromes psicóticas. Além dos quadros depressivos e maníacos, há também os quadros mistos (sintomas depressivos simultâneos aos maníacos) o que muitas vezes confunde os médicos retardando o diagnóstico da fase em atividade(BENAZZI).

Aceita-se a divisão do transtorno afetivo bipolar em dois tipos: o tipo I e o tipo II. O tipo I é a formaclássica em que o paciente apresenta os episódios de mania alternados com os depressivos. As fases maníacas não precisam necessariamente ser seguidas por fases depressivas, nem as depressivas por maníacas. Na prática observa-se muito mais uma tendência dos pacientes a fazerem várias crises de um tipo e poucas do outro, há pacientes bipolares que nunca fizeram fases depressivas e há deprimidos quesó tiveram uma fase maníaca enquanto as depressivas foram numerosas. O tipo II caracteriza-se por não apresentar episódios de mania, mas de hipomania com depressão.Outros tipos foram propostos por Akiskal, mas não ganharam ampla aceitação pela comunidade psiquiátrica. Akiskal enumerou seis tipos de distúrbios bipolares(SADOCK, 2007).
Tipicamente leva uma a duas semanas para começar e quando...
tracking img