Trampo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1643 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO
SECRETARIA MUNICIPAL DE COORDENAÇÃO DAS SUBPREFEITURAS
SUBPREFEITURA PENHA

CONVITE N° 03/SP-PE/CPL.2/2005
PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2005-0.246.365-8
TIPO : MENOR PREÇO GLOBAL
OBJETO: EXECUÇÃO DE OBRAS DE ESTRUTURA DE CONTENÇÃO EM ÁREA DE RISCO NA FAVELA CAIXA D’ÁGUA (RUA CICERO PAULO X VIELA DA PAZ), SOB JURISDIÇÃO DA SP-PE.



ANEXO III - MemorialDescritivo e de Cálculo


Cliente: BMC Engenharia Ltda

LOCAL: CANGAÍBA, SÃO PAULO - SP

OBRA: RECUPERAÇÃO DE ENCOSTA

OUTUBRO / 2005















ÍNDICE:






1 Objetivo 3


2 Elementos de Referência 3


3 Caracterização Geotécnica 3


4 Descrição do Problema Erro! Indicador não definido.


5 Análise e Dimensionamento Erro!Indicador não definido.


6 Considerações Finais e Recomendações 5


7 Referências Bibliográficas 5

ANEXO A
ANEXO B

Objetivo

O presente documento tem por objetivo apresentar o memorial descritivo e de cálculo para a solução de contenção adotada para a proteção permanente da encosta localizada na Favela Caixa d'Água, no bairro de Cangaíba, Penha, São Paulo, SP.

Elementosde Referência

• Perfis de sondagem à percussão SP-01 a SP-03, executados por Geopress, em setembro de 2005.

• Planta contendo levantamento planialtimétrico do local e seções transversais;

• Visita técnica ao local, realizada em setembro de 2005;

• Registros fotográficos realizados durante a visita.

Caracterização Geotécnica

Através dos perfis de sondagem fornecidos,procurou-se efetuar a análise geotécnica do local de implantação das obras, bem como a caracterização do subsolo para posterior dimensionamento das estruturas e seções envolvidas no projeto. Para isso, faz-se necessário conhecer as camadas constituintes dos subsolos e estimar seus parâmetros de resistência.

Pôde-se observar que o trecho em estudo é constituído basicamente por uma camadasuperficial de aterro de material siltoso de pouca espessura (até 1,0m) apoiado sobre solo de alteração de rocha, constituído predominantemente de silte arenoso, inicialmente pouco compacto, apresentando resistência crescente com a profundidade.

O lençol freático foi detectado a partir de cerca de 4,5 metros de profundidade.


Análise e Dimensionamento

Inicialmente foi feita uma análise baseada naconfiguração geométrica da seção transversal e dos parâmetros do solo estimados a partir dos resultados das investigações de campo. Os parâmetros do solo utilizados nesse estudo estão indicados na Tabela 01.

[pic]
Tabela 01 - Parâmetros do solo

Para a configuração geométrica de projeto, obteve-se fator de segurança à ruptura global FS = 1,18, considerado insuficiente, dadas ascaracterísticas da obra.

Concluiu-se que a solução mais indicada para a estabilização da encosta é o reforço do solo com a inserção de tirantes passivos ('grampos') de barras de aço, permitindo a estabilização rápida e permanente do maciço.

O método construtivo consiste basicamente na perfuração do solo, com alargamento do bulbo em alguns trechos, o que aumenta bastante a adesão com o solo e aresistência ao arrancamento do tirante, seguida da introdução da barra e fixação com injeção de calda de cimento. Após cerca de 12 horas, é feita, sob pressão, uma reinjeção do tirante, o que aumenta a sua adesão com o solo, e conseqüentemente sua resistência ao arrancamento.

O resultado da análise de estabilidade da seção reforçada com a inserção dos tirantes passivos forneceu coeficiente de segurança FS= 1,45, valor adequado para as características do local. Pode-se considerar, portanto, que o talude de projeto, na conformação estudada, será estável.

As planilhas utilizadas no dimensionamento do reforço do terreno encontram-se no Anexo A.




Considerações Finais e Recomendações

Como sugestão de proteção anticorrosiva das barras de aço, pode-se adotar a proposta da “NBR5629 -...
tracking img