Trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1588 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Exercícios sobre intertextualidade
1. No volume sobre Gonçalves Dias, da coleção Nossos Clássicos, da Editora Agir, preparado pelo poeta Manuel Bandeira, o poema "Canção do Exílio" vem precedido de uma epígrafe em alemão, traduzida pelo próprio Bandeira em nota de rodapé. O próprio poema Canção do Exílio, tão parafraseado e explorado intertextualmente, começa com uma citação. Vamos transcrever opoema inteiro com a epígrafe e sua tradução.

Canção do exílio
Kennst du das Land, wo die Citronenbluhn,
ImdunkeinLaub die Gold-Orangenglíihn,
Kennst du eswohl?
- Dahin, dahin!
Mõchfich... ziehnP
Goethe

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têmmais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar - sozinho, à noite -
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute osprimores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

a) Manuel Bandeira traduz, em nota de rodapé, a citação em alemão feita por Gonçalves Dias. O efeito de sentido seria o mesmo se a citação já viesse traduzida na epígrafe?

b) O poeta traduz o alemão, mas não dá nenhuma nota sobre Goethe. Por que omite informações sobre o autor da epígrafe?

c) Entre acitação contida na epígrafe e o texto de Gonçalves Dias existe uma relação de acordo ou desacordo? Justifique a sua resposta.

Gabarito dos exercícios de intertextualidade
a) Não. O sentido poderia ser o mesmo, mas o efeito de sentido seria outro. A citação em alemão cria uma aura de certa magia, dá maior credibilidade à edição do poema, cria a impressão de verdade, de que ele trata de uma versãodo poema que merece respeito. Além disso, inscreve o poema de Gonçalves Dias dentro de uma concepção de arte e de literatura mais ampla, de dimensões Internacionais,

b) Porque ele trata de um dos maiores poetas da humanidade e, em vista dessa notoriedade, o autor do poema supõe que o leitor o conheça e, caso não, que procure conhecê-lo, dada a sua importância no cenário da literatura mundial.c) A relação é de total acordo. Primeiro, pelo tema de exaltação da natureza; segundo, pelo amor à pátria; terceiro, pelo tom altamente emotivo e sentimental manifesto pela nostalgia da pátria.

EXERCÍCIOS DE REVISÃO – frajola – 2º BIMESTRE
INTERTEXTUALIDADE E DISCURSO

FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 FIGURA 4
1- Compare o tipo de relação que o anúncio e o quadro de Duchamp mantêm com aMona Lisa de Da Vinci.
a) Que tipo de relação a obra de Duchamp estabelece com a de Da Vinci: intertextual e/ou interdiscursiva? Por quê?
INTERTEXTUAL E INTERDISCURSIVA, POIS NÃO SE TRATA DE UMA MERA REFERÊNCIA FEITA POR UM TEXTO A OUTRO. COM SUA Mona Lisa, Duchamp (figura 2) ESTÁ CONTRAPONDO DUAS CONCEPÇÕES DE ARTE: A RENASCENTISTA E DADAÍSTA.
b) O quadro de Duchamp também podeser considerado uma paródia? Justifique sua resposta.
SIM, POIS CITA A MONA LISA COM A FINALIDADE DE IRONIZAR OU SATIRIZAR NÃO APENAS O QUADRO DE DA VINCI, MAS TODA A ARTE CLÁSSICA.
c) O anúncio publicitário mantém com a obra de Da Vinci uma relação intertextual e/ou interdiscursiva? Justifique sua resposta.
INTERTEXTUAL E INTERDISCURSIVA, POIS HÁ CARACTERÍSTICAS EM COMUM ENTRE AS DUASIMAGENS (INTERTEXTUALIDADE) E O DISCURSO DA EMPRESA BOMBRIL, QUE PRETENDE COM ESSA RELAÇÃO VENDER O SEU PRODUTO (INTERDISCURSIVIDADE).
d) O que essencialmente diferencia o quadro de Duchamp do quadro de Da Vinci?
DUCHAMP ACRESCENTOU BIGODE E CAVANHAQUE À PERSONAGEM GIOCONDA (MONA LISA), OS TRAÇOS DO ROSTO FICARAM MAIS MASCULINIZADOS E A TONALIDADE DAS CORES É MAIS CLARA.
e) Para você, que sentido...
tracking img