Trabalhos sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 55 (13636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OFICINA DE SERVIÇO SOCIAL: ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS E LAUDOS.
Luiza Maria Lorenzini Gerber 1
Resumo: A oficina objetiva discutir a Ação Profissional do/a Assistente Social, bem como
discutir o uso dos instrumentos técnicos operativos, em especial o Estudo Social e o
Relatório Social; a Perícia Social e o Laudo Social.
Palavras chave: Serviço Social, ação profissional, instrumentos técnicosoperativos.
Trabalhando com os Instrumentos Técnicos Operativos
Quando pensamos em ação profissional, devemos ter em mente que sua
materialização se dá a partir da formulação de objetivos para a mesma. Devemos
caracterizar qual ação a realizar, estas, geralmente são condicionadas a partir das
demandas, das necessidades dos usuários que estão vinculados a determinado serviço.
A forma deconcretizar a abordagem dos sujeitos (individual, grupal, por telefone,
pessoalmente, por escrito/questionário, eletronicamente...) bem como a utilização de
instrumentos

técnico-operativos

(entrevistas,

reuniões,

grupos,

assembléias,

encaminhamentos, visitas domiciliares, estudo, relatórios, laudos, pareceres...) deve ser
incluída em um Plano de Ação que detalhará o processointerventivo profissional do/a
assistente social para responder as demandas da instituição à qual está inserido/a.
Neste sentido, Lewgoy e Silveira (2007, p.236) nos indicam que:
Planejar significa organizar, dar clareza e precisão à própria
ação; transformar a realidade numa direção escolhida; agir
racionalmente e intencionalmente; explicitar os fundamentos e
realizar um conjunto orgânico de ações2.

1

Assistente Social, graduada pela UFSC (1983) inscrita no Cress 12 Região sob o número 0968.
Mestre em Serviço Social pelça UFSC (2009); servidora do IPREV – Instituto de Previdência do
Estado de Santa Catarina desde 1987; professora tutora externa do Curso de Serviço Social do
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI, Pólo MBS – Florianópolis; é também
graduada emCiências de 1º Grau pela UNIPLAC (1978); especialista em Administração Pública
pela ESAG/UDESC (1987) e em Serviço Social no Trabalho pelo DSS/UFSC (1994).
2
Disponível em http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/viewFile/2315/3245,
acesso em 20/11/2011.

1

A Ação Profissional é definida por Nogueira e Mioto (2006, p.9) como:
Conjunto de procedimentos, atos, atividadespertinentes a uma
determinada profissão e realizadas por sujeitos/profissionais de
forma responsável, consciente. Contém tanto a dimensão
operativa quanto uma dimensão ética, e expressa no momento
em que se realiza o processo de apropriação que os
profissionais fazem dos fundamentos teórico-metodológico e
ético-político da profissão em determinado momento histórico3.
Na perspectiva das mesmasautoras, contribuem para a sistematização de um
planejamento de Serviço Social em qualquer que seja o campo de atuação, a articulação
das ações profissionais em três processos básicos de intervenção que respondem aos
desafios da intervenção do/a assistente social nas Políticas Públicas.
São propostos três processos de intervenção:


Processos Político Organizativos;



Processos dePlanejamento e Gestão;



Processos Socioassistenciais (Nogueira e Mioto, 2006, p.10-11).

OS PROCESSOS POLÍTICO ORGANIZATIVOS:
Neste processo, se realiza todo um conjunto de ações voltadas à mobilização e a
assessoria através da abordagem individual e coletiva. Há um incremento de discussões
e ações entre o espaço sócio-ocupacional, a comunidade e outras instituições visando àuniversalização, ampliação e a efetivação de direitos.
Se estamos vinculadas/os ao campo da Saúde, como exemplo, podemos citar:


A mobilização e assessoria de profissionais, usuários e a comunidade
em geral de um determinado bairro e/ou região visando à organização
de um Conselho Local de Saúde junto a uma Unidade Básica de
Saúde;



Preparação do Boletim Informativo do Conselho Local de...
tracking img