Trabalhos feitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4228 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ATPS DE PESQUISA / THATY/6° SEMESTRE/2012
ETAPA I
Métodos Gerais das Ciências Sociais (28)
Procuram garantir ao pesquisador a objetividade necessária ao tratamento dos fatos sociais, oferecendo soluções para os problemas epistemológicos da investigação científica. Três são os métodos gerais mais adotados nas ciências humanas: o hipotético-dedutivo, o dialético e o fenomológico.
MétodoHipotético-Dedutivo (28)
Tentativa de superação das limitações dos dois métodos clássicos: o dedutivo e o indutivo.
No dedutivo parte-se do geral para o particular, partindo de princípios tidos como verdades absolutas para a obtenção de soluções puramente formais. O protótipo do raciocínio dedutivo é o silogismo, que, a partir de duas proposições chamadas premissas, retira uma terceira, nelas logicamenteimplicadas, chamada conclusão.
No indutivo parte-se do particular para o geral. A generalização deve ser constatada a partir da observação de um número de casos concretos suficientemente confirmadores da suposta realidade. Com a aparecimento dos empiricistas passou a ser visto como o método por excelência das ciências naturais. Com o advento do positivismo, sua importância foi reforçada e passou aser proposto também como método de investigação nas ciências humanas. Os indutivistas afirmam que a dedução apresenta, de forma diferente, a mesma coisa e, que depende de verdades absolutas.
No método hipotético-dedutivo, o cientista, através de uma combinação de observação cuidadosa, hábeis antecipações e intuição científica, alcança um conjunto de postulados que governam os fenômenos pelos quaisestá interessado; daí deduzindo as conseqüências observáveis; e verificando essas conseqüências por meio de experimentação, refutando ou substituindo os postulados, quando necessário, por outros e assim prosseguindo.
Este método goza de notável aceitação, sobretudo nas ciências naturais. Nos círculos neopositivistas chega mesmo a ser considerado como o único método rigorosamente lógico. Mas suaaplicação às ciências sociais apresenta sérias limitações, devido a sua ligação à experimentação. Ainda assim, muitos autores o consideram suficiente para a construção de modelo lógicos de investigação em ciências sociais.
Método Dialético (31)
Pode-se, fundamentalmente, considerar a dialética sob três aspectos, sendo considerado aqui o terceiro: como mérito de investigação da realidade. A dialética,enquanto metodologia, é compreendida de maneira diversa, segundo os autores. É possível, porém, identificar alguns princípios que são comuns a toda abordagem dialética:
a. Princípio da unidade e luta dos contrários, que constitui a fonte do desenvolvimento da realidade.
b. Princípio da transformação das mudanças quantitativas em qualitativas.
c. Princípio da negação da negação. Odesenvolvimento processa-se em espiral, com a repetição em estágios superiores de certos aspectos e traços dos estágios inferiores.
Para conhecer realmente um objeto é preciso estudá-lo em todos os seus aspectos, relações e conexões. E a dialética é contrária a todo conhecimento rígido. Tudo é visto em constante mudança: sempre há algo que nasce e se desenvolve e algo que se desagrega e transforma.Milita contra a quantificação e a matematização de um lado, e, do outro, contra o positivismo e o empirismo.
Método Fenomenológico (33)
Propõe a estabelecer uma base segura, liberta de pressuposições, para todas as ciências. Não explica mediante leis nem deduz a partir de princípios, mas considera imediatamente o que está presente à consciência, o objeto, tendendo ao objetivo. Sua adoção implica umamudança radical de atitude em relação à investigação científica. Por isso, embora comentado, ainda não vem sendo muito empregado na pesquisa social. Mas á medida que procura captar o essencial, o pesquisador evitará o parcelamento da pesquisa e a atomização dos dados. A reflexão fenomenológica poderá também auxiliar o pesquisador na formulação de problemas, na construção de hipóteses e na...
tracking img