Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
6 a Ciência Jurídica (mundo do dever-ser), diferentemente das Ciências Naturais (mundo do ser), não pode ser analisada e entendida tão-somente sob enfoquesnos quais não haja uma escala de valores a ser atribuída ao objeto, ao contrário, como suscitado, do que ocorre com as ciências que se preocupam apenas emdescrever o que realmente existe no mundo físico. Por este raciocínio, mesmo que a Ciência Jurídica, no que concerne aos seus experimentos, esteja submetida arigorosos métodos científicos de estudo, é certo que uma carga valorativa deve sempre estar presente, mesmo porque tal prerrogativa é inerente às ciênciashumanas. A ciência jurídica deve estudar a conduta humana enfocada em sua dimensão social, e não a norma jurídica. A fim de chegar a essa conclusão, partiu de umaanálise ontológica do direito, determinando sua essência e situando-o no campo da cultura. Cultura é tudo o que o ser humano acrescenta às coisas (homo additusnaturae, diziam os clássicos) com a intenção de aperfeiçoá-la. Abrange tudo o que é construído pelo homem em razão de um sistema de valores. O espíritohumano projeta-se sobre a natureza, dando-lhe uma nova dimensão.

7 A Ciência do Direito, ou Jurisprudência - tomada esta palavra na sua acepção clássica, tempor objeto o fenômeno jurídico tal como ele se encontra historicamente realizado. Vejam bem a diferença. A Ciência do Direito estuda o fe-nômeno jurídico talcomo ele se concretiza no espaço e no tempo, enquanto que a Filosofia do Direito indaga das condições mediante as quais essa concretização é possível.

8
tracking img