Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1738 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
...............................................................................................................................


ENSINO PRESENCIAL COM SUPORTE EAD
PROCESSOS DE FABRICAÇÃO – PROCESSOS INDUSTRIAIS

TATIANA ALVES DE SOUZA BOPPRE - 259482010















PORTFÓLIO 1
PROCESSOS DE FABRICAÇÃO...............................................................................................................................
Guarulhos
2013



TATIANA ALVES DE SOUZA BOPPRE

















PORTIFÓLIO 1
PROCESSOS DE FABRICAÇÃO








Trabalho apresentado ao Curso Sistemas de Informação da Faculdade ENIAC para a disciplina Processos de Fabricação

Prof. José BeneditoGuarulhos
2013




Questões do Capítulo 3

1-) Quais os fatores influenciados pela formação do cavaco?
Os fatores que influenciam são o desgaste da ferramenta, os eforços de corte, o calor gerado na usinagem, a penetração do fluído de corte. Podemos também levar em conta os aspectos econômicos e de qualidade da peça e a segurança do operador.

2-) Como ocorre o corte dos metais?O corte dos metais conta com o cisalhamento concentrado ao longo de um plano chamado plano de cisalhamento (zona primária de cisalhamento). Trata-se do ângulo entre o plano de cisalhamento e a direção de corte e é chamado de ângulo de cisalhamento, ou seja, quanto menor o ângulo e maior o esforço de corte, maior será a deformação de cavaco á ser gerado. Esse processo é padrão na usinagem demateriais dúcteis, muito suscetíveis á deformação. Em contrapartida a superfície de trás do cavaco se torna rugosa em virtude da deformação não ser igual, decorrente da presença de pontos de baixa resistência ou de concentração de tensão presente no metal usinado.

3-) Como se processa a formação de cavacos em condições normais de usinagem?
 Uma pequena porção de material (ainda solidária á peça)é recalcada (deformações elástica e plástica) contra à superfície de saída da ferramenta;
 Esta deformação plástica aumenta progressivamente, até que as tensões de cisalhamento se tornem suficientemente grandes, de modo a se iniciar um deslizamento (sem que haja perda de coesão) entre a porção de material recalcada e a peça;
 Com a penetração da ferramenta, haverá uma ruptura (cisalhamento)parcial ou completa do cavaco, acompanhando o plano de cisalhamento já citado anteriormente e dependendo da ductibilidade do material e das condições de usinagem;
 Devido ao movimento relativo entre a ferramenta e a peça, inicia-se um escorregamento da porção do material deformada e cisalhada (cavaco) sobre a superfície de saída da ferramenta. Enquanto isso, uma nova porção do material está seformando e cisalhando, a qual irá também escorregar sobre a superfície de saída da ferramenta, repetindo o fenômeno.

4-) Segundo Trent e Wright (2000), Wright (1979). O quê ocorre na interface entre cavaco e ferramenta?
Segundo Trente Wright (2000) devido ás altas tensões normais típicas do processo de usinagem, o cavaco adere sobre a ferramenta criando uma região na ferramenta chamada de zonade aderência e, vizinha a ela, uma zona de escorregamento entre cavaco e a ferramenta. Nestas condições, o movimento do cavaco na zona de aderência logo acima da interface ocorre por cisalhamento intenso, criando a chamada de zona de fluxo no cavaco.
E segundo Wright (1979), as condições na interface, de escorregamento ou aderência, dependem do par ferramenta-peça, do tempo de usinagem e davelocidade de corte, as condições de aderências são favorecidas por altas velocidades e cortes, longos tempos de usinagem e pequenas diferenças entre o material da peça e ferramenta.

5-) Qual a importância do controle da forma do cavaco. E onde isso pode ter implicações?
 Segurança do operador  pois um cavaco longo pode atingir o operador e machucá-lo seriamente;
 Possível dano á ferramenta e...
tracking img