Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A espécie Parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan (angico vermelho), pertencente à família Fabaceae-Mimosoideae, é característica e exclusiva da mata latifoliada das bacias dos Rios Paraná, Uruguai e afluentes (Lorenzi, 2002), sendo recomendada para a recuperação de áreas degradadas (Souto, 1984) e para a restauração florestal em áreas de preservação permanente (Durigan e Nogueira,1990). É uma árvore secundária inicial (Vacaro et al., 1999), decidual, de 20 a 35m de altura, com copa corimbiforme composta por folhagem verde-escura e de madeira muito pesada, elástica e bastante durável, o que a torna própria para construções rurais e para a carpintaria (Reitz et al., 1988), sendo também aproveitada em curtumes, por ser rica em tanino (Sakita e Vallilo, 1990).
O estudo deespécies florestais, em análise de sementes, tem merecido atenção no meio científico, visando a obtenção de informações, atualmente escassas, que expressem a qualidade fisiológica das sementes, tanto para sua preservação como para a utilização dessas espécies vegetais com os mais variados interesses. No entanto, poucas espécies florestais nativas do Brasil estão incluídas nas Regras para Análise deSementes (Brasil, 1992), o que dificulta a realização dos testes de germinação.
As sementes, em geral, apresentam um desempenho variável, quanto a germinação, em diferentes temperaturas e substratos, que são componentes básicos do teste de germinação; assim, o conhecimento da influência desses componentes na germinação de cada espécie é de importância fundamental.
A temperatura é considerada ótima,para a germinação das sementes, quando estas expressam seu potencial máximo de germinação em menor tempo, havendo prejuízos na germinação quando as temperaturas estão acima ou abaixo desse valor ótimo (Popinigis, 1985; Mayer e Poljakoff Mayber, 1989). Para as espécies florestais nativas, a temperatura ótima de germinação situa-se entre 15°C e 30°C, a qual está relacionada, normalmente, àstemperaturas da região de origem da espécie na época favorável para a germinação (Andrade et al., 2000). Dessa forma, existem espécies cujo processo germinativo é favorecido por temperatura constante (Varela et al., 1999; Sousa, 2000; Silva, 2001), por alternância de temperatura (Gomes e Bruno, 1992; Santos e Aguiar, 2000; Lopes e Soares, 2003;) e por um intervalo amplo de temperatura (Nassif e Perez, 2000;Silva et al., 2002).
Alcalay e Amaral (1981) e Figliolia et al. (2005) trabalhando com sementes de angico vermelho utilizaram a temperatura de 25°C como padrão para o teste de germinação. No entanto, Ramos et al. (1995) afirmaram que o teste de germinação para sementes dessa espécie pode ser conduzido também a 20°C.
O substrato influencia diretamente na germinação, pois em função de suacapacidade de retenção de água, estrutura e aeração, afeta o fornecimento de água e de oxigênio para as sementes e oferece suporte físico para o desenvolvimento da plântula (Figliolia et al., 1993). Segundo os mesmos autores, na escolha do material para substrato, deve ser considerado o tamanho da semente, sua exigência com relação à água, sensibilidade ou não à luz e a facilidade que este oferece para odesenvolvimento e a avaliação das plântulas. Para as sementes de angico-vermelho os substratos recomendados, segundo Ramos et al. (1995), são vermiculita, areia, papel mata-borrão e papel toalha.
Assim, um outro ponto importante é a interferência da luz na germinação de sementes de algumas espécies. São denominadas fotoblásticas positivas as espécies que necessitam da presença de luz para agerminação de suas sementes, fotoblásticas negativas as que germinam necessariamente na ausência de luz e existem ainda as fotoblásticas neutras ou não fotoblásticas, as quais não apresentam sensibilidade à luz. A classificação das sementes quanto à sensibilidade à luz torna-se então evidente para a condução dos testes de germinação (Villiers, 1972; Marcos Filho, 1986; Mayer e Poljakoff Mayber,...
tracking img