Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2454 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nome Aluno:Raphael Henrique Ossami
Nome Professor:Ricardo Cacuro
Data:27/10/2010

Dedicatória

Queria dedicar esta pesquisa a todos meus antepassados e meus atuais familiares.Para agradecer a tudo que fizeram e estão fazendo por mim. Espero que meus futuros parentes e familiares façam o mesmo que eu e minha família estão fazendo para tornar o mundo melhor.Introdução
A imigração no Brasil deixou fortes marcas na demografia, cultura e economia do país.Em linhas gerais, considera-se que as pessoas que entraram no Brasil até 1822, ano da independência, foram colonizadores. A partir de então, as que entraram na nação independente foram imigrantes.Antes de 1870, dificilmente o número deimigrantes excedia a duas ou três mil pessoas por ano. A imigração cresceu primeiro pressionada pelo fim do tráfico internacionalde escravos para o Brasil, depois pela expansão da economia, principalmente no período das grandes plantações de café no estado de São Paulo.Contando de 1872 (ano do primeiro censo) até o ano 2000, chegaram cerca de 6 milhões de imigrantes ao Brasil.Desse modo, osmovimentos imigratórios no Brasil podem ser divididos em cinco etapas:
* Ocupação inicial feita por povos nômades de origem asiática que povoaram o Continente Americano entre 10 e 12 mil anos, conhecidos como índios;
* Colonização, entre 1500 e 1822, feita praticamente só por portugueses e escravos provenientes da África sub-saariana;
* Imigração de povoamento no Sul do Brasil, iniciada, em1824, por imigrantes alemães e que continuou, depois de 1875, com imigrantes italianos;
* Imigração como fonte de mão-de-obra para as fazendas de café na região de São Paulo, entre o final do século XIX e início do século XX, com um largo predomínio de italianos, portugueses, espanhóis e japoneses;
* Imigração para os centros urbanos em crescimento com italianos, portugueses, espanhóis,japoneses e sírio-libaneses, além de várias outras nacionalidades;
* Imigração mais recente, reduzida e de pouco impacto demográfico, iniciada na década de 1970.

Conteúdo
Árvore Genealógica 5
1. Percurso Dos Meus Antepassados 6
2. Imigração Libanesa 7
3. Imigração Japonesa 9
4. Sobrenome Da Família (E sua importância) 11
Significado 11
5. Lendas Japonesas 12
Izanagi eIzanami 12
Amaterasu e Susano 12
6. Significado Dragão para os Japoneses 13
7. Documentos 16
8. Centenário do Japão no Brasil 20
9. Termos Usados Bastante no Brasil 21
10. Comentários Finais 24

Árvore Genealógica

Nagao
e
Matsue
(Japão)
Jamil
E
Venina
(Líbano)
Conceição
E
Júlia
(Brasil)
Angelo
E
Carmen
(Brasil)
Sanae
Americo
Geraldo
Rute
Andrea
CristianoRaphael

1. Percurso Dos Meus Antepassados

Líbano
Brasil

2. Imigração Libanesa

A imigração libanesa começou oficialmente no Brasil por volta de 1880, quatro anos após a visita do imperador Dom Pedro II ao Líbano. Entretanto, Challita aponta a presença libanesa desde 1808, já que ao saber da vinda de D. João ao Brasil e que não havia um palácio digno de sua realeza, Antun EliasLubbos oferece sua residência, hoje o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista. O libanês era proprietário de terras, possuía um açougue de carne de carneiro e uma casa de secos e molhados. O local se tornou Casa Imperial Brasileira, onde nasceu Dom Pedro II.
Diegues Júnior acredita que a presença de turcos, sírios e libaneses no Brasil remonta à época colonial, tendo em vista que Portugal mantinharelações comerciais com a Síria. É certo, entretanto, que a segunda metade do século XIX foi a principal época de entrada dos imigrantes libaneses no Brasil, ou seja, de 1860 a 1890. Conforme podemos atestar, os “turcos-árabes” já aparecem de outra forma expressiva entre os imigrantes entrados no país no período de 1820 a 1920.
A maioria dos imigrantes veio ao país fugindo da falta de perspectiva...
tracking img