Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2115 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESUMO
O presente trabalho apresenta a indisciplina escolar como um problema constante dentro das salas de aulas e visa buscar soluções que ajudam a reverter esse quadro, entender de onde vem, o porquê vem e o que fazer para que ela não venha. A importância deste trabalho está na reflexão sobre as influências da indisciplina dentro da escola, na sociedade, na família e o que difere as relaçõesdos mesmos em cada uma dessas instituições. Este tema é, sem dúvida, demasiado vasto. Tendo em consideração a sua amplitude, serão tratadas apenas algumas vertentes, não numa perspectiva de meta de chegada de conhecimentos definitivos, mas de ponto de partida para outras abordagens interativas do ato educativo. Como a indisciplina é um dos problemas que a escola enfrenta, não podia deixar de serreferido, há também, os efeitos negativos que ela produz em relação aos docentes. Hoje em dia as escolas não podem abrir mão de sua responsabilidade quanto à indisciplina que, realmente é um problema bastante complexo, pois envolve a formação e consciência do sujeito do seu caráter e da cidadania. A pesquisa feita aos educadores em relação da indisciplina dos alunos, passou longe do esperado, pois osmesmo se vêem apáticos diante de tal situação. Os conflitos, segundo eles existem por causas diversas, classes heterogêneas, a falta de dialogo entre professor e aluno, falta de motivação, a bagagem que o aluno trás que não é aceita pela escola, a falta de controle dos pais e etc. A impotência diante dessas causas, condiciona à indisciplina e cabe a escola promover e apropriar um saber elaborado,criativo, crítico e solidário, capaz de capacitar e desenvolver a cidadania das diferentes culturas dessa nação.
Palavra-chave: indisciplina, escola e família.
INTRODUÇÃO
A indisciplina é um dado que se mostra cada dia mais presente no meio educacional e na família e isso é visível e reflete na sociedade, principalmente nos diversos espaços das escolas das redes públicas e particulares. Aindisciplina é decorrente do meio em que se vive, portanto a consciência do sujeito se forma dentro da sua própria realidade, ou seja, ele vai viver e se comportar da maneira com a qual aprendeu a viver, sendo assim a atividade consiste na busca da ligação entre o mundo externo e a mente humana. Independente de qualquer época deve-se ensinar pensando no aluno, é necessário conhecer o seu mundo, assuas diversas formas de comunicação. A relação professor/aluno deve ser baseada no diálogo, o professor deve ser um exemplo, para que possa exercer, sem autoritarismo, a sua função educativa. Deve proporcionar, na sala de aula, um clima de participação e respeito, sem esquecer que o aluno é um indivíduo com direito a ter dúvidas, a ter dificuldades, a ter opiniões, a colaborar e participar.Identificar, conhecer, analisar e compreender a indisciplina e suas complicações pode até não facilitar a compreensão, mas a aceitação de que o fato tem real fundamento, isso sim, trás a certeza de que pode ser revertido, pensando dessa forma, é possível, desativar os estacionamentos das escolas, é possível fabricar um freio resistente para que os acidentes não voltem acontecer. Portanto a indisciplinapode ser um fato discutido por muitos, mas o real fato agora é deixar de somente discutir, pois teoria é o que não falta para essa questão, é colocar em prática tudo o que foi discutido para reverter esse quadro polêmico.
A Reversão da Indisciplina
Segundo Aquino (1996, p. 98), a tarefa de educar, não é responsabilidade da escola, é tarefa da família, que ao docente cabe repassar seus conhecimentosacumulados, Ele ainda aponta que a solução pode estar na forma da relação entre professor e aluno, ou seja, a forma que suas relações e vínculos se estabelecem, aponta também que a solução pode estar no desenvolvimento do resgate da moralidade discente por meio da relação com o conhecimento e que esse conhecimento deve ser construído socialmente, sem rigidez ou autoridade.
Segundo Vasconcelos...
tracking img