Trabalho segundo durkheim weber e max

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8078 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1.INTRODUÇÃO 2
2. EM QUE CENÁRIO NASCE A SOCIOLOGIA 3
3. DURKHEIM E A REAFIRMAÇÃO DO CAPITALISMO 5
3.1. A sociedade se impõe ao indivíduo 6
3.2. O fato social como objeto de estudo 8
3.3. A educação e as necessidades sociais 9
4. MARX E A NEGAÇÃO DO CAPITALISMO 12
4.1. Invertendo a filosofia de Hegel 13
4.2. Um esquema para a compreensão da sociedade 14
4.3. A escolacomo reprodutora do pensamento dominante 16
4.4. “Teoria sociológica marxista” ou uma distinção de caráter analítico? 18
5. WEBER E A SOCIOLOGIA COMPREENSIVA 21
5.1. A atividade social como objeto de estudo 22
5.2. O tipo ideal como instrumento de análise 23
5.3. Os tipos ideais de dominação 25
5.4. A teoria dos tipos ideais aplicada à educação 26
6. CONCLUSÃO 28
7. BIBLIOGRAFIA30

1.iINTRODUÇÃO

Este trabalho faz uma breve viagem pelas três correntes do pensamento ocidental que mais influenciaram a sociologia, expressas através dos estudos e análises de Émille Durkheim, Karl Marx e Max Weber. Pretende apresentar um panorama geral da forma como esses três teóricos interpretam a sociedade capitalista e sua visão da educação e da instituição escolar.
O capítuloinicial apresenta o cenário político, social e econômico da Europa entre os séculos XVI e XVII. Seu objetivo é o de apresentar as condições em que nasce a sociologia, possibilitando uma compreensão maior e mais efetiva dos objetivos dessa ciência.
Segue-se um resumo das teorias sociológicas de Durkheim. Neste capítulo faz-se uma relação entre a produção teórica deste autor e a necessidade dajustificação e ordenamento do capitalismo, no campo das idéias e das ciências sociais, como modo de produção hegemônico na sociedade.
Uma explanação das teorias de Karl Marx vêm no capítulo a seguir. Aqui são expostos seus principais conceitos e sua visão do papel da educação como reforço da ideologia de uma classe dominante. Neste capítulo, muito brevemente, também aparecem argumentos que questionam umateoria sociológica especifica de Marx e apontam para a identificação do pensamento marxista como uma visão totalizante dos aspectos da sociedade e do homem como seu agente de transformação.
O metódico Max Weber e suas contribuições para a sociologia moderna são vistos no capítulo subseqüente ao de Marx. Nesta parte, é dada relevância às teorias de dominação e da burocratização e institucionalizaçãotípicas da sociedade capitalista. A escola neste capítulo, enquanto instituição social burocratizada e controladora, também merece atenção especial.
Finalmente, o sumo gratificante retirado deste trabalho, expresso na Conclusão, vem na forma do seguinte entendimento: para um agir consciente sobre a realidade, em nosso cotidiano e até mesmo em nossas relações mais simples, é fundamental umconhecimento cada vez mais longe da ingênua aparência dos fatos, que supere as visões simplistas e superficiais típicas do senso comum.

2. EM QUE CENÁRIO NASCE A SOCIOLOGIA

A história da civilização ocidental talvez não tenha enfrentado período tão conturbado quanto aquele compreendido entre o fim do regime feudal europeu e o nascimento do capitalismo. Período este que se arrasta do século XVI aoXVIII.
Conturbado não apenas no sentido de conflitos bélicos. Mas, principalmente, em relação às mudanças radicais nos aspectos econômicos, políticos e sociais. Mudanças que ao interferir na forma como a sociedade produz e distribui suas riquezas e na forma como passam a ser geridos os governos – e que por isso vão interferir também na forma como homens e mulheres se relacionam em seu cotidiano– criam uma nova visão de mundo tanto em relação a expectativas individuais e coletivas quanto em relação à compreensão dessa nova sociedade. Mudam-se hábitos e pensamentos. Muda-se a forma de agir e de como ver e compreender o mundo.
A economia eminentemente agrária e de comércio dá lugar à produção industrial de larga escala. O poder político muda não apenas de mãos – da nobreza para a...
tracking img