Trabalho referente ao livro dom casmurro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1059 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GAPPE: Escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental
Camila Zandavalli Maluf de Araujo

Trabalho referente ao livro “Dom Casmurro”

Campo Grande MS 2012
Camila Zandavalli Maluf de Araujo

Trabalho referente ao livro “Dom Casmurro”
Trabalho solicitado pela professora Karoline Brites para a avaliaçãoparcial da disciplina de Língua Portuguesa
Trabalho solicitado pela professora Karoline Brites para a avaliação parcial da disciplina de Língua Portuguesa

Campo Grande MS 2012
APRESENTAÇÃO
Este trabalho contém um texto argumentativo sobre o livro “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, e ofilme “Dom”, de Moacyr Góes.
Joaquim Maria Machado de Assis foi um cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta que nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839. Dom Casmurro é um romance escrito por ele em 1899 e publicado pela Livraria Garnier.
Moacyr Góes é um roteirista e diretor de cinema e teatro brasileiro nascido em Natal no anode 1961. Dom é um filme brasileiro de 2003, do gênero drama, o qual ele dirigiu e escreveu, e é uma reimaginação da obra “Dom Casmurro”, de Machado de Assis.

DESENVOLVIMENTO
O livro “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, aborda a história de Bento Santiago, ou Bentinho, como era chamado, o qual é o narrador da história. Contada em primeira pessoa, Bento escreve sua história com o objetivo derelatar sua vida desde a adolescência até o momento em que está escrevendo o livro.
No primeiro capítulo, o autor justifica o título do livro, sendo esse o nome dado a ele por um poeta que ele encontra em uma viagem de trem. Em seguida, ele começa a contar sobre sua mocidade.
Bentinho morava em uma casa com sua mãe a viúva D. Glória, tio Cosme, prima Justina e José Dias, agregado da família, quejá era considerado como membro desta.
Certo dia, ele ouve José Dias conversando com sua mãe, com o objetivo de colocá-lo no seminário por conta de uma promessa feita antes de seu nascimento. O agregado mostra certa desconfiança de que Bentinho estava se apaixonando por sua vizinha e amiga de infância, Capitu.
Bento então conversa com Capitu e percebe que realmente gosta dela. Também nota que osentimento é correspondido, então os dois passam a fazer de tudo para impedir ele de ir ao seminário. Infelizmente, os dois fracassam e Bentinho segue ao seminário, onde conhece Escobar, o qual viria a se tornar seu melhor amigo.
Mais tarde, o autor abandona o seminário e forma-se em direito. Depois retorna ao local de sua infância e casa-se com Capitu. Escobar segue o mesmo caminho e se casa com amelhor amiga de Capitu, Sancha.
Após algum tempo, Sancha e Escobar têm uma filha, a qual chamam de Capitolina, enquanto Bento e Capitu concebem um filho e o nomeiam Ezequiel.
Pouco depois, Escobar falece. No enterro, Bento nota em Capitu uma tristeza enorme e passa a desconfiar dela, pois percebe certa semelhança entre seu filho e o falecido amigo.
Para Bento, fica impossível conviver com osentimento de traição, chegando ele a mandar seu filho para o internato. Após várias conversas com Capitu sem conclusão, os dois resolvem se separar. A família viaja para a Europa e Bento retorna sozinho, nunca mais se encontrando com Capitu, que morre depois de alguns anos.
Depois da morte da mãe, Ezequiel passa a viver com o pai por alguns meses, mas logo viaja novamente. Em uma viagem aoOriente Médio, o personagem morre de febre tifoide.
Tendo mortos todos os seus familiares e restando apenas alguns amigos, Bento passa a maior parte do tempo na casa que ele tentou construir como sendo uma cópia de onde morou durante sua infância, onde passa a escrever seu livro.
O livro deixa a dúvida de se houve ou não o adultério por parte de Capitu, com alguns argumentos defendendo ou não a...
tracking img