Trabalho individual 2° semestre unopar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7704 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

NOME DO ALUNO

Utilizando Casos de Uso, entendendo o Modelo Entidade-Relacionamento e aprofundando nos conceitos de Métodos Ágeis e Evolucionários de desenvolvimento de software.

Santa Luzia
2012

NOME DO ALUNO

Utilizando Casos de Uso, entendendo o Modelo Entidade-Relacionamento e aprofundando nos conceitos de Métodos Ágeis e Evolucionários dedesenvolvimento de software.

Trabalho apresentado às disciplinas de Análise de

Sistemas I, Engenharia de Software, Banco de Dados I,

Linguagem e Tec. de Programação II e Seminários II da
Universidade Norte do Paraná - UNOPAR

Prof(s). : Polyanna P. Gomes Fabris

Roberto Y. Nishimura
Luís Cláudio Perini

Anderson Macedo

Santa Luzia
2012
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2DESENVOLVIMENTO 4

2.1 CASO DE USO – CONTROLAR USUÁRIO 4

2.2 TÉCNICA DE MODELAGEM ENTIDADE E RELACIONAMENTO (MER) 7

2.2.1 CONCEITOS BÁSICOS DE MODELAGEM DE DADOS 7

2.2.2 ENTIDADES 9

2.2.3 ATRIBUTOS 9

2.2.3.1 COMPOSTOS E SIMPLES (ATÔMICOS) 10

2.2.3.2 MONOVALORADOS E MULTIVALORADOS 10

2.2.3.3 ARMAZENADOS E DERIVADOSS 10

2.2.3.4 VALORES NULLS (NULOS)10

2.2.3.5 COMPLEXOS 11

2.2.4 RELACIONAMENTOS E CARDINALIDADE 11

2.2.4.1 GRAU DE RELACIONAMENTO 11

2.2.4.2 NOMES DE PAPÉIS E RELACIONAMENTO RECURSIVO 12

2.2.4.3 CARDINALIDADE 13

2.2.4.3.1 RAZÕES DE CARDINALIDADE PARA RELACIONAMENTO BINÁRIOS 13

2.2.4.3.2 RESTRIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO E DEPENDÊNCIAS DE EXISTÊNCIA 14

2.2.5 ADMINISTRADOR DE DADOS 14

2.3MÉTODOS ÁGEIS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE 15

2.3.1 EXTREME PROGRAMMING OU XP 15

2.3.2 SCRUM 18

2.3.3 FEATURE DRIVEN DEVELOPMENT – FDD 20

2.3.4 RATIONAL UNIFIED PROCESS – RUP 21

2.3.5 METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DINÂMICOS - DSDM 23

2.4 MODELO EVOLUCIONÁRIO PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE 25

2.4.1 MODELO DE PROTOTIPAGEM 25

2.4.2MODELO ESPIRAL 26

2.4.3 MODELO INCREMENTAL E ITERATIVO 28

2.4.4 DESENVOLVIMENTO BASEADO EM COMPONENTES – CBD 29

2.4.5 MODELO CONCORRENTE 30

2.5 DESENVOLVENDO EM. NET E C# 31

2.5.1 CONCEITOS 31

2.5.2 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS E CARACTERÍSTICAS 31

2.5.3 CENÁRIO DE ESTUDO – CONTROLAR DVD 32

2.5.3.1 COMPONENTES UTILIZADOS 33

3 CONCLUSÃO 35

REFERÊNCIAS36

1 INTRODUÇÃO

A tarefa de programar é legal e empolgante, mas desenvolver um software de qualidade é um desafio complexo e difícil. Entre a paixão pela programação, requisitos, boas idéias e um software de excelência, existem muito mais do que apenas códigos e sintaxes. Analisar e projetar, solucionar os problemas, dar características de fácil comunicação, revisão, implementação e evoluçãoaos projetos de software é que realmente faz do Analista de Sistemas, figura ímpar no meio da tecnologia da informação.

Segundo Larman (2007, p. 29), “A análise enfatiza uma investigação do problema e dos requisitos, em vez de uma solução. Por exemplo, se desejamos um novo sistema online de comercialização, como ele será usado? Quais as suas funções?”

Nesse sentido, a engenharia de softwarecuida da engenharia relacionada com todos os aspectos da criação de soluções de software computacional, desde o levantamento de requisitos até a manutenção do mesmo. Ela não aborda apenas questões técnicas, e sim, aspectos relacionados com gerência, teorias e métodos que venham a apoiar sua produção.

Os bancos de dados tão essenciais no cotidiano da sociedade moderna, representam aspectos domundo real. São constituídos por uma coleção lógica e coerente de dados com algum significado inerente. É parte importante das grandes soluções de software em geral.

Portanto, neste trabalho, abordaremos a resolução de problemas específicos, sempre nos pautando e orientando pelos conceitos e técnicas expostos acima.
2 DESENVOLVIMENTO

2.1 CASO DE USO – CONTROLAR USUÁRIO

Casos de Uso...
tracking img