Trabalho dosagem de concreto ipt/epusp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4811 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO IDD – IDD




RODRIGO BALTAZAR
VINICIUS PINO GOMES







ESTRUTURA DE CONCRETO DE DETERMINADO PIER DE UM PORTO
















Florianópolis/SC
2012
RODRIGO BALTAZAR
VINICIUS PINO GOMES









ESTRUTURA DE CONCRETO DE DETERMINADO PIER DE UM PORTO








Seminário apresentado ao Instituto IDD, paraobtenção do título de Pós Graduação em Tecnologia do Concreto.










Orientadores: Eng. Joélcio Luiz Stocco M.Sc e Eng. Denis Fernandes Weidmann, M.Sc





Florianópolis/SC
2012

RESUMO

A qualidade (durabilidade e vida útil) da estrutura de concreto de determinado píer de um porto, só pode ser alcançada se for atendido um conjunto de requisitos e critérios nas etapasde projeto, execução e manutenção. Esses critérios tornam se importante devido à agressividade da atmosfera marinha. Assim vamos buscar considerações de renomados pesquisadores para a escolha dos materiais envolvidos, aglomerantes e agregados, entregues como diretrizes. Os resultados serão analisados e comparados de acordo com as especificações normativas vigentes. A finalização do trabalho terácomo enfoque a escolha do melhor conjunto algomerante e agregado para a para execução de concreto, estacas e vigas moldadas “in loco”.

Palavras-chave: Durabilidade, Marinha, Concreto, Agressividade, Materiais.











LISTA DE ILUSTRAÇÕES

|Figura 1 ─ |Premissas para obras duráveis em concreto................. |07 |
|Figura2 ─ |Esquema simplificado de ataque a estrutura de concreto na zona de | |
| |marés............................................ |09 |
|Quadro 1 ─ |Classe de agressividade ambiental............................... |10 |
|Quadro 2 ─|Correspondência entre classe de agressividade e qualidade do | |
| |concreto.................................................... |11 |
|Quadro 3 ─ |Cobrimentos mínimos para evitar a corrosão das | |
||armaduras...................................................................... |11 |
|Quadro 4 ─ |Limites máximos aceitáveis de substâncias nocivas no agregado | |
| |miúdo............................................................. |12 |
|Quadro 5 ─|Limites máximos aceitáveis de substâncias nocivas no agregado | |
| |graúdo............................................................ |12 |
|Figura 3 ─ |Esquema de um módulo do Cais................................... |15 |
|Figura 4 ─ |SeçãoTransversal do Cais............................................ |15 |
|Gráfico 1 ─ |Resumo de reatividade média do cimento CP II F 32.... |19 |
|Gráfico 2 ─ |Resumo de reatividade média do cimento CP IV 32....... |19 |
|Gráfico 3 ─ Quadro 6 ─ |Resumo dereatividade média do cimento CP V ARI...... Caracterização do cimento CP II F |20 |
|Quadro 7 ─ Quadro 8 ─ |32............................. |20 |
|Quadro 9 ─ Quadro 10 ─ |Caracterização do cimento CP IV 32............................... Caracterização do |21 |
|Quadro 11 ─ Quadro 12 ─ |cimento CP V –...
tracking img