Trabalho de patologia(embolia)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2632 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
EMBOLIA


Embolia consiste na existência de um corpo sólido, líquido ou gasoso (êmbolo) transportado pelo sangue e capaz de obstruir um vaso; a obstrução ocorre geralmente após uma ramificação, quando ao diâmetro vascular fica menor do que o do êmbolo. Os êmbolos se originam de trombos (tromboembolia); menos comente são formados por fragmentos de placas ateromatosas, vesículas lipídicas oubolhas de gases. Êmbolos originados de trombos venosos (exceto no sistema porta) são elevados aos pulmões; trombos arteriais (coração ou grandes artérias) dão êmbolos que se dirigem á grande circulação e se alojam principalmente no cérebro, intestinos, rins, baço, e membros inferiores. (Bogliolo patologia 7ª edição p.108-109)

Toda via, a menos que especificado da outra forma, uma embolia deveser considerada de origem trombótica. Inevitalmente, os êmbolos alojam-se nos vasos muito pequenos para permitir a passagem em seguida, resultando numa oclusão vascular parcial ou completa. A conseqüência potencial de tais eventos tromboembólicos é a necrose isquêmica do tecido distal, conhecida como infarto.
Dependendo do local de origem, os êmbolos podem alojar-se em qualquer lugar na árvorevascular; os resultados clínicos são mais bem compeendidos da perspectiva dos êmbolos poderem alojar-se nas circulações pulmonar e sistêmica. (Robbins e contran patologia 7ªedição p.142)




TROMBOEMBOLIA PULMONAR


Na imensa maioria dos casos, origina-se de trombos formados nas veias íleo-femorais profundas ou veias profundas da panturrilha, especialmente em indivíduos acamados apósas cirurgias ou fraturas; menos frequentemente, os trombos se originam nas veias dos plexos pélvicos ou na átrio ou ventrículo direitos. As conseqüências da embolia pulmonar dependem sobre tudo do tamanho e dos números dos êmbolos.

ÊMBOLOS GRANDES. Êmbolos volumosos que obstruem o tronco da artéria pulmonar causam bloqueio mecânico do leito arterial, agravado por vasoconstrição reflexa, o quecria redução anatômica e funcional do leito vascular pulmonar.
Com isso, a pressão pulmonar aumenta abruptamente, causando sobrecarga aguda do bloqueio arterial, há redução acentuada do sangue que chega átrio esquerdo, podendo resultar em choque. Clinicamente, o paciente apresenta dispnéia, o tosse, dor torácica e hipotensão arterial. (Bogliolo patologia 7ª edição p.109)

ÊMBOLOS DE MÉDIO VOLUME.Êmbolos que se alojam nos ramos pulmonares de médio calibre podem ser assintomáticos, pois a irrigação pelas artérias brônquicas é capaz de evitar a necrose no território que sofreu obstrução da artéria pulmonar.
Em pacientes com insuficiência cardíaca, ao contrário, a pressão nas veias pulmonares e assim, o fluxo sanguíneo se torna lento e incapaz de manter o parênquima vivo. A necrose que seinstala é hemorrágica porque ainda existe um fluxo mínimo de sangue. A região de necrose tem forma triangular, com base voltada para a pleura. O paciente apresenta fraqueza temporária, dispnéia, arritmias, dor pleural e hemoptise; aos Rx, aparecem sinais de derrame pleural.

ÊMBOLOS DE PEQUENO VOLUME. Êmbolos pequenos mas múltiplos, repetidos e disseminados podem ocluir a circulação pulmonar.Causa hipertensão pulmonar e cor pulmonale.
Tromboembolia pulmonar constitui complicação comum de vários processos patológicos e é a doença pulmonar letal mais freqüente em indivíduos internados em um hospital geral. Em cerca de 15% dos indivíduos autopsiados, encontram-se êmbolos pulmonares, muitos deles responsáveis pelo óbito. O destino dos êmbolos pulmonares é variado. Êmbolos pequenos podemser lisados, organizados ou recanalizados. Quando a recanalização é incompleta, podem ficar na luz das artérias pulmonares cordões fibrosos semelhantes a cordas de um instrumento. Eventualmente, pode surgir hipertensão pulmonar crônica por causa de obstrução das artérias. Como pressão no átrio esquerdo normalmente e maior do que a do átrio direito, a membrana fica pressionada contra o septo,...
tracking img