Trabalho de parasito filariose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1077 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FILARIOSE

A filariose, também conhecida como elefantíase, é uma doença causada por parasitas conhecidos como vermes nematóides (as filárias). Este tipo de microorganismo tem como vetor o mosquito Culex quiquefasciatus, popularmente conhecido como pernilongo ou muriçoca. Principais espécies encontradas no nosso meio parasitando o homem: Wuchereria bancrofti, Onchochercinae volvulus, Mansonellaozzardi, W. bancrofti.
Morfologia

Macho: Menor que a fêmea. Extremidade anterior afilada e posterior enrolada.
Fêmea: Possui órgãos genitais duplos, com exceção da vagina. São ovovivíparas, fazendo deposição de ovos embrionários., as microfilárias.
Microfilárias: Possui uma "bainha" envoltória, como uma membrana elástica, permitindo movimentos do embrião. Há espaço entre a extremidade caudale cefálica. A bainha se apóia em núcleos somáticos, que ajudam na caracterização de cada espécie.

Habitat: Fêmeas e machos vivem enovelados nos vasos e gânglios linfáticos, atingindo principalmente tecidos mais frouxos, como região pélvica, abdominal e mais raramente mamas e braços. As microfilárias eliminadas pela fêmea saem do sistema linfático e caem no sangue.

Ciclo BiológicoHeteroxeno.
A fêmea do Culex quinquefasciatus faz hematofagia em pessoas já parasitadas, ingerindo assim microfilárias, que vão para o estômago do inseto, onde perdem a bainha. Depois disso, atravessam a parede do estômago do inseto, caem na cavidade geral e vão para o tórax e alojam-se nos músculos, transformando-se numa larva menor, chamada salsichóide. Alguns dias depois, aumenta de tamanho,adquirindo esboço de ap. digestivo e transformando-se em larva infectante, que migra para o lábio do inseto. Então quando o mosquito picar uma pessoa sã, as larvas penetram ativamente pela pele dessa pessoa. O mosquito não inocula as larvas. Esas larvas migram para os vasos linfáticos da pessoa, se toram adultas e depois de 6 a 8 meses produzem as microfilárias.

Patogenia e Sintomatologia

Reaçõesinflamatórias, com granuloma ao redor dos parasitas, hiperplasia fagocitária.
Há ação mecânica, pela presença do verme dentro do vaso linfático, levando a linfangiectasia (dilatação dos vasos ). Ação irritativa, pelos produtos do metabolismo do verme, levando a linfangite(inflamação dos vasos) e linfadenite.Pode ocorrer também ação tóxica.
Seqüências de eventos da elefantíase: linfangite,linfangiectasia, edema linfático, esclerose da derme, hipertrofia da epiderme e aumento do volume do órgão. Pode ocorrer também linforréia (derramamento de linfa), varizes linfáticas, náuseas, febre e dor no corpo.
Dependendo do grau de parasitismo pode não haver sintomas, os sintomas aparecerem e desaparecerem ou haver redução parcial dos sintomas.

Diagnóstico

Clínico: Febre associada aadenolinfangite, alteração pulmonar e eosinofilia.
Laboratorial: O melhor método é pesquisa de microfilárias no sangue periférico, coletando à noite ou de dia pela veia pubital, levando para a centrifugação e corando pelo Giemsa. Também usa-se reação de fixação do complemento e imunofluorescência direta. Ultrasonografia é muito útil para detectar a localização dos vermes no sistema linfático. Asmicrofilárias podem estar ausentes no sangue e presentes na urina ou líquidos da hidrocele.

Profilaxia

Tratamento das pessoas parasitadas, com dietilcarbamazina
Combater as larvas adultas, com larvicidas químicos e biológicos, como Bacillus sphaericus e B. thuringiensis.
Saneamento básico, para redução dos insetos vetores.

FASCÍOLA

Fascíola (Fasciola hepática) é um verme achatado, trematódeoda família dos fasciolídeos, filo Platyhelminyhes, parasita dos canais biliares do boi, ovelha, e do homem.
Morfologia

Aspecto foliáceo. Tegumento coberto de espinhos.Corpo achatado dorso-ventralmente.
Possui uma ventosa oral na extremidade anterior e logo abaixo uma ventosa ventral ou acetábulo, perto da abertura do poro genital.
Hermafrodita. Aparelho genital feminino: ovário ramificado,...
tracking img