Os estados unidos frente a nova ordem mundial .

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1171 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Estados Unidos frente a Nova Ordem mundial .
O texto que vamos tratar agora de Alvaro Bianchi “Os neocruzados: a guerra no Afeganistão e a nova ordem mundial” fala sobre a nova Ordem Mundial, gastos militares e “adequações do ambiente”, sobre o poder militar e a revolução passiva permanente, sobre a crise orgânica, econômica e política que ocorreu no mundo pós II GuerraMundial.
O autor foca no começo do século XXI, afirmando que este é um século que já não começou bem, aponta o atentado às torres do World Trade Center terrorismo sofrido pelos EUA, logo depois faz uma citação do presidente George Bush na qual ele classificou as ações norte-americanas como uma “cruzada contra o terrorismo” - de ameaças contra o Iraque e tentativa de criação de umgoverno de coalizão no Afeganistão -. Enquanto a antiga cruzada era parte de um impulso hegemônico de um jovem e vigoroso capitalismo mercantil, a moderna cruzada é expressão da crise orgânica da ordem mundial capitalista. No entanto as cruzadas foi uma decisão norte-americana devido ao fato de elas terem feito “parte de um processo de ascensão e expansão do nascente capitalismo mercantil, com suasnovas e vigorosas forças sociais”[1], a diferença desta cruzada para a atual é de que esta é impulsionada pela crise orgânica de ordem mundial capitalista.


Apareceu então no mundo a nova ordem mundial, que surgiu após a II Guerra Mundial, cujas características mais marcantes foram à estabilidade política e o crescimento econômico do Japão, Estados Unidos e Europa. A crise econômica, oprocesso de descolonização juntamente com o aparecimento de um nacionalismo terceiro-mundista e a promoção de lutas de classe trabalhadora em países imperialista e no Leste Europeu, desarranjando consequentemente a ordem internacional.
Sobre a crise econômica, em um ano (1997-1998) ações caíram de 50% a 75% [2]em quase todo o mundo exceto os EUA e a Europa. No entanto os norte-americanoschegaram a acreditar que o país havia atingido então o crescimento perpétuo. Porém essa era um visão errônea em relação à realidade oposta em que o país se encontrava; na verdade o crescimento norte-americano foi muito aquém a historia.
Os primeiros indícios da chegada da crise ao país foram: a queda dos índices da bolsa; e o crescimento sem medidas das ações de companhias de economiadigital que avidamente produziu a percepção de que os créditos sobre essas atividades corriam o risco de não se materializar. Essa crise econômica criou condições favoráveis à crise política, pois expôs as bases materiais para a construção do consenso e da legitimação da ordem burguesa, alegou o autor.
Contudo a queda da União Soviética levou os Estados Unidos à condição de potência únicajustamente no momento em que o país enfrentava a crise financeira. Nesse período houve guerras nacionais étnicas e tribais e convencionais. E os norte-americanos responderam a situação reprimindo. No governo de Ronald Reagan a ampliação das capacidades militares do país acarretou num déficit orçamentário crescente, fazendo do país agora um devedor. Ronald agiu de tal maneira porque o governonorte-americano tinha o intuito de usar a força militar como “moeda de troca”, como ferramenta de chantagem.
“As relações econômicas com as demais potências imperialistas, encontram-se mediados pelo poderio militar norte-americano que lhe garantia acesso privilegiado a mercados e recursos estratégicos” [3]seus alvos eram o Japão e a Alemanha, seus principais competidores no mercado mundial. Anova ordem mundial é então regida pelo poder coercitivo dos EUA.
O que ameaçava a nova ordem mundial eram os Rogue States: Cuba, Irã, Líbia, Síria, Sudão, Iraque e Coréia do Norte. No entanto se comparar o poderio militar dos EUA em relação ao destes percebe-se rapidamente que os verdadeiros adversários dos norte-americanos são Rússia e China. O mundo encontrava-se numa situação...
tracking img