Trabalho de mopp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2893 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de



MOPP (MOVIMENTAÇÃO OPERACIONAL DE PRODUTOS PERIGOSOS)


[pic]





Marcio Messias Ferreira
Curso: Técnico em Segurança do Trabalho com Ênfase em Gestão Ambiental
Módulo: II
Prof.: Abner
Escola Impacto

CONCLUSÃO

























LEGENDA


I. MOPP
II. LEGISLAÇÃO PARA TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS
III. DOCUMENTAÇÃOIV. CUIDADOS
V. FISCALIZAÇÃO
VI. O QUE É FISCALIZADO
VII. CLASSIFICAÇÃO DOS PRODUTOS PERIGOSOS
VIII. POR QUE ACONTECEM ACIDENTES
IX. ROTULOS DE RISCOS
X. NUMEROS DE RISCOS
XI. TIPOS DE INFRAÇÃO













I - MOPP ( Movimentação Operacional de Cargas Perigosas)
[pic]
Produto perigoso são toda e qualquer substância que, dadas, às suas característicasfísicas e químicas, possa oferecer, quando em transporte, riscos a segurança pública, saúde de pessoas e meio ambiente, de acordo com os critérios de classificação da ONU, publicados através da Portaria nº 204/97 do Ministério dos Transportes. A classificação desses produtos é feita com base no tipo de risco que apresentam.
Além das péssimas condições de certas estradas, roubos de cargas eimprevistos com o caminhão, a falta de conhecimento do risco que representa transportar produtos perigosos é outro fator que pode colocar em risco a vida do carreteiro. Isso porque são poucos os profissionais que trafegam pelas rodovias e sabem identificar o perigo de uma carga pelo painel laranja obrigatório dos quase 3.100 produtos considerados perigosos, que na maioria são constituídos porcombustível (álcool, gasolina, querose, etc.) e produtos corrosivos, como soda cáustica e ácida sulfúrico.
A identificação no veículo é feita através de retângulos laranjas, que podem ou não apresentar duas linhas de algarismos, definidos como Painel de Segurança; e losangos definidos como Rótulos de Risco, que apresentam diversas cores e símbolos, correspondentes à classe de risco do produtoa ser identificado.
No retângulo, a linha superior se refere ao Número de Risco do produto transportado e é composto por no mínimo dois algarismos e, no máximo, pela letra X e três algarismos numéricos. A letra X identifica se o produto reage perigosamente com a água. Na linha inferior encontra-se o Número da ONU (Organização das Nações Unidas), sempre composta por quatro algarismosnuméricos, cuja função é identificar a carga transportada. Caso o Painel de Segurança não apresente nenhuma identificação, significa que estão sendo transportados mais de um produto perigoso.


[pic]


II - Legislação Transportes Produtos Perigosos
Portaria MT nº 204/1997, de 20/05/1997, publicada em 26/05/1997.
Aprova as Instruções Complementares aos Regulamentos dos TransportesRodoviários e Ferroviários de Produtos Perigosos (as Instruções foram publicadas, na sua íntegra, no Suplemento ao Diário Oficial da União de n.º 98, de 26.05.1997).
VIDE: 
Instruções Complementares ao Regulamento do Transporte Terrestre de Produtos Perigosos (GEIPOT)
O MINISTRO DE ESTADO DOS TRANSPORTES, INTERINO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 87, parágrafo único, inciso II,da Constituição Federal, e tendo em vista o disposto no art. 3º do Decreto nº 96.044, de 18 de maio de 1988, e no art. 2º do Decreto nº 98.973, de 21 de fevereiro de 1990, resolve:
I - Aprovar as anexas Instruções Complementares aos Regulamentos dos Transportes Rodoviários e Ferroviários de Produtos Perigosos.
II - Conceder os seguintes prazos para entrada em vigor das disposições referentes aospadrões de desempenho fixados para embalagens:
a) três anos para embalagens novas; e
b) cinco anos para embalagens já produzidas, ou que venham a sê-lo no prazo previsto na alínea anterior, e passíveis de reutilização.
III - Conceder prazo de dois anos, a partir da data de aprovação pelo Conselho Nacional de Trânsito, para entrada em vigor do programa de reciclagem periódica, destinado a...
tracking img