Trabalho de economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2152 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
FACULDADE DE DIREITO
DISCIPLINA: ECN 101 - PROFESSORA: SIBELLE DINIZ
ALUNOS: MÁRCIA CAROLINE OLIVEIRA DOS SANTOS MARTINS - MARIA THEREZA SILVA DE ALMEIDA - MARINA AGAPITO SOARES - NATHÁLIA SENA ANDRADE - PEDRO DOSHIKAZU PIANCHÃO AIHARA

TRABALHO DE ECONOMIA – “Preço da energia dispara com chuvas fracas”

A notícia “Preço da energia dispara com chuvasfracas” do periódico Valor Econômico retrata a influência do ciclo de chuvas e de fenômenos meteorológicos como o “El Niño” e o “La Niña” nos preços da energia elétrica.
Devido ao fim do “La Niña” e dos baixos índices pluviométricos nos primeiro trimestre, os preços do megawatt-hora dispararam ao maior valor nos últimos dezessete meses. Ao analisar a reportagem à luz do estudo desenvolvido nocapítulo quatro de “Fundamentos de Economia”, de Gregory Mankiw, verificamos que a situação se configura como um exemplo da ação da lei da oferta e da demanda no mercado. É sabido que a matriz energética brasileira é fortemente baseada no sistema hidrelétrico. Dessa forma, o regime de chuvas e outros fenômenos meteorológicos influenciam decisivamente na produtividade das usinas hidrelétricas. Com abaixa frequência das chuvas, houve redução na oferta de água, deslocando a curva de oferta para a esquerda. Como resultado, houve uma alta de preço da energia elétrica. Associado ao fenômeno “La Niña”, a redução da oferta de água revelou-se ainda mais intensa e o deslocamento para a esquerda também foi aguçado.
Pelo fato da energia ser um bem essencial e o comportamento de consumo se revelar demaneira diversa nos setores residenciais e empresariais, explicitaremos as peculiaridades de cada caso.
Para os consumidores residenciais, é esperado que o aumento do preço signifique uma redução no consumo. As pessoas passarão a utilizar com mais cautela itens como o chuveiro elétrico e aproveitar melhor a luz natural para a realização de certas atividades. Dessa maneira, verifica-se um movimentoao longo da curva de demanda de energia elétrica, afinal, o aumento de preço resultará em diminuição de demanda.
No setor empresarial, a reação se estabelece de maneira diferenciada. O sistema de compra de energia por parte de indústrias e empresas de maior porte é feito através do estabelecimento de contratos nos quais são negociados lotes de energia a preços previamente estabelecidos, comliberdade de escolha de fornecedores. É importante lembrar que, como a indústria emprega a energia diretamente em seu processo produtivo, a alteração na sua demanda tem impactos diretos na produção, diferentemente do consumidor residencial, que possui métodos para redução de consumo sem grandes impactos em sua vida. Na situação em análise, em um primeiro momento, não houve alteração na demanda, uma vezque os contratos de compra de lotes de energia já estavam firmados. A reação geral observada foi uma postura cautelosa no estabelecimento de novos contratos de compra de energia. Em outros casos, algumas indústrias reduziram sua produção para vender excedentes de energia. (Verifica-se nesse caso um fato interessante: o valor do mega-watt atingiu valores tão altos que se tornou mais lucrativo paracertas indústrias venderem excedentes de energia do que seu próprio produto). Embora em um primeiro momento a demanda tenha se mantido inalterada, uma análise em médio prazo permite visualizar que a curva da demanda se desloca para a esquerda, influenciada pela variável externa de expectativa. Com a instabilidade do mercado, os empresários optam por aguardar e não renovar os contratos. Embora maiscedo ou mais tarde os contratos tenham de ser renovados, o deslocamento da curva de demanda para a esquerda por ser notado como efeito de médio prazo no mercado. É importante ressaltar que empresas de grande porte tem menor alteração nesse panorama, pois seus contratos são estabelecidos a longo prazo. Em suma, quanto maior a empresa, menor sua exposição ao mercado à vista.
Um impacto...
tracking img