Trabalho com o aluno d.a. no contexto escolar para que haja inclusão

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1880 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TEMA: EDUCAÇÃO ESPECIAL

TÍTULO: O trabalho com o aluno D.A. no contexto escolar para que haja inclusão

1 - INTRODUÇÃO – TEMA E PROBLEMATIZAÇÃO

Nos dias atuais notamos nas escolas regulares a presença de alunos portadores de deficiência auditiva estudando normalmente com alunos ditos “normais”. A primeira reação que sentimos é de compaixão e acreditar que eles não podem nosentender. Erroneamente nos dirigimos a esses alunos como não capacitados para estudarem junto com outros alunos. Desde muitos tempos atrás o deficiente auditivo era excluído da sociedade por ser considerado incapaz de aprender. Somente a partir do século XVI especialistas começaram a desenvolver trabalhos com essas crianças, mas até o século XIX caminhou timidamente, só ganhando força a partirdos anos 70 já do tão próximo passado século XX.
Este trabalho se insere na concepção de inclusão escolar, pois busca apresentar o aluno D.A. como um ser dotado de todas as suas faculdades mentais capaz de aprender e superar dificuldades escolares para que o mesmo seja inserido no contexto escolar e consequentemente na sociedade.
O objeto principal deste estudo será acriança com deficiência auditiva, a mesma será analisada sob vários ângulos conceituais, tais como ser social e cultural, mas principalmente em seu contexto escolar. A análise será feita através de pesquisas com a família e na escola. Como se dá o seu relacionamento com os professores e sua aceitação com os colegas de sala de aula. Como é o estudo da Língua Portuguesa uma vez que o aluno surdopossui uma linguagem própria. Como é realizado o trabalho com esses alunos D.A. no contexto escolar. Os profissionais da escola estão preparados para receberem esses alunos, e os colegas como reagem à presença de um D.A. em sala de aula.
Embasado em teóricos como GOLDFELD, GLAT e GUARINELLO. Instituto FENEIS, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, analisaremos as questõesde grande valor a pesquisa teórica, além do estudo de campo para melhor aprofundamento do mesmo.














2. OBJETIVOS

2.1 - Objetivo Geral
Analisar a questão da aquisição da aprendizagem dos alunos com surdez; Demonstrar como é realizado o trabalho com o aluno surdo no âmbito escolar.

2.2 – Objetivo Específico
Apresentardados que demonstrem como se dá o processo de inclusão dos alunos D.A.’s nas escolas;
Identificar como se realiza o trabalho com alunos surdos no âmbito escolar;
Compreender como acontece a inclusão escolar de alunos surdos.












3. HIPÓTESE
O aluno surdo tem tanto direito quanto o aluno ouvinte. Mas para isso énecessário termos professores qualificados a fim de poderem responder as expectativas dos alunos com deficiência auditiva, uma vez que esses alunos já veem pré-formados de suas casas com uma linguagem própria podendo ser muitas vezes o gestual ou mesmo o uso da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).
Segundo SILVA (apud Instituto FENEIS):
A LIBRAS é a língua materna dossurdos brasileiros, e como tal, poderá ser aprendida por qualquer pessoa interessada pela comunicação com essa comunidade. Como língua, esta é composta de todos os componentes pertinentes às línguas orais, como gramática, semântica, pragmática, sintaxe e outros elementos, preenchendo assim, os requisitos científicos para ser considerada instrumental linguística de poder e força. Possui todos oselementos classificatórios identificáveis de uma língua e demanda de prática para seu aprendizado, como qualquer outra língua.
Todas as pessoas interessadas na comunicação com os surdos podem fazer isso, seja na escola, ou em qualquer outro ambiente. Mas veremos especificamente como acontece o desenvolvimento da Língua Portuguesa junto com a LIBRAS e o envolvimento dos alunos,...
tracking img