Trabalhando poemas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (528 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EDUARDO DOS SANTOS MARIANO











TRABALHANDO POEMAS






Trabalho apresentado ao Núcleo de Educação a Distância – Nead - Universidade de Franca- Unifran, como exigência parcial da disciplina Teoria da Literatura.


Tutor: Nathalia Soares



















FRANCA
2012




TrabalhandoPoemas


Aluno: Eduardo dos Santos Mariano

O poema escolhido “Amor é fogo que arde sem se ver”, de Luís Vaz de Camões:

1. Amor é um fogo que arde sem se ver,
2. É ferida que dóie não se sente;
3. É um contentamento descontente;
4. É dor que desatina sem doer.

5. É um não querer mais que bem querer;
6. É um andar solitário entre a gente;7. É nunca contentar-se de contente;
8. É um cuidar que ganha em se perder.


9. É querer estar preso por vontade;
10. É servir a quem vence, o vencedor;
11. É ter comquem nos mata lealdade.

12. Mas como causar pode seu favor
13. Nos corações humanos amizade,
14. Se tão contrário a si é o mesmo Amor?



Ao analisar o poema percebe-seque se trata de um soneto estrutura em que as duas primeiras estrofes contêm quatro versos e duas últimas, três versos. Pode-se notar também o estilo barroco, com a presença de contradições,antíteses e metáforas com as quais o poeta se refere ao tema amor. Camões buscou analisar o sentimento amoroso racionalmente. Mas como o amor é um sentimento vago, imensurável, acabou por concluir que suaanálise seria ineficaz, essa conclusão, o levou ao paradoxo do último verso “Se tão contrário a si é o mesmo Amor?”.


No poema, o sentir e o pensar aparecem como movimentos antagônicos: o sentirdeseja e o pensar limita, e, como o poeta não podia separar aquilo que sentia daquilo que pensava o resultado, na prática textual, só podia ser o acúmulo de contradições e paradoxos.


Os...
tracking img