Tipos de controladores de disco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1390 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Nome: Flávio Auguso Zanella

Tipos de Controladores de Disco
SATA

O padrão Serial ATA usa o esquema de codificação conhecido como 8B/10B, também usado na Fast Ethernet.
Hot swapping - pode ser trocado enquanto está ligado.
Capacidade de reconhecer os dispositivos de imediato após serem conectados.
Ligação de dispositivos exteriores.
A atual especificação SATA pode apoiar as taxas detransferência de dados tão elevadas quanto 3,0 Gbit/s por aparelho.
SATA usa apenas 4 sinais de linhas.
Os cabos são mais compactos e mais baratos do que PATA.
SATA suporta hot-swap e NCQ.
Existe um conector especial (eSATA) especificado para dispositivos externos e, opcionalmente implementado como uma provisão para clips, com o objetivo de assegurar que as conexões internas fiquem firmemente nolugar.
Os drives SATA podem ser conectados em SAS (Serial Attached SCSI) e comunicar-se ao mesmo cabo físico em discos nativos do SAS, mas os controladores SATA não podem manipular discos do SAS.
A primeira geração Serial-ATA, também conhecida como SATA/150 ou mesmo SATA I, funciona em 1,5 gigahertz. A transferência de dados é de 1,2 gigabits ou 150 megabytes por segundo, o que permite cabosmais longos do que os antigos cabos IDE ou ATA/133.
Com o lançamento do chipset NVIDIA nForce4 em 2004 a taxa de clock dos Discos Rígidos SATA foi duplicada chegando a 3.0 GHz com uma transferência máxima de 300 MB/s.

Características | SATA 1.5 Gb/s | SATA 3 Gb/s |
Frequência | 1500 MHz | 3000 MHz |
Bits/clock | 1 | 1 |
Codificação 8B/10B | 80%| 80% |
bits/Byte | 8 | 8 |
Velocidade máxima teórica | 150 MB/s | 300 MB/s |

O padrão SATA define um cabo de dados com sete condutores (3 terras e 4 linhas de dados ativadas em dois pares) e com conectores wafer de 8 mm de largura em cada extremidade. Os cabos SATA podem ser de até 1 metro de comprimento, ligando um soquete da placa-mãe a uma unidade de discorígido.

IDE
Tecnologias ATAPI e EIDE

Na interface IDE, também é possível conectar outros dispositivos, como unidades de CD/DVD e zipdrives. Para que isso ocorra, é utilizado um padrão conhecido como ATAPI (Advanced Technology Attachment Packet Interface), que funciona como uma espécie de extensão para tornar a interface IDE compatível com os dispositivos mencionados. Vale frisar que o própriocomputador, através de seu BIOS e/ou do chipset da placa-mãe, reconhece que tipo de aparelho está conectado em suas entradas IDE e utiliza a tecnologia correspondente (ATAPI para unidades de CD/DVD e outros, ATA para discos rígidos).
Cada interface IDE de uma placa-mãe pode trabalhar com até dois dispositivos simultaneamente, isso é possível graças a EIDE (Enhanced IDE), uma tecnologia que surgiupara aumentar a velocidade de transmissão de dados dos discos rígidos e, permitir a conexão de dois dispositivos em cada IDE.

Tecnologias DMA e UDMA

Antigamente, somente o processador tinha acesso direto aos dados da memória RAM. Com isso, se qualquer outro componente do computador precisasse de algo na memória, teria que fazer esse acesso por intermédio do processador. Com os HDs não eradiferente e havia um certo "desperdício" dos recursos de processamento. Foi criada uma tecnologia chamada DMA (Direct Memory Access) essa tecnologia tornou possível o acesso direto à memória pelo HD ou pelos dispositivos que usam a interface IDE, sem necessidade do auxílio do processador.
Quando o DMA não está em uso, normalmente é usado um esquema de transferência de dados conhecido como modo PIO(Programmed I/O), onde, o processador executa a transferência de dados entre o HD e a memória RAM. Cada modo PIO existente trabalha com uma taxa distinta de transferência de dados, conforme mostra a seguinte tabela:

Modo 0 3,3 MB/s
Modo 15,2 MB/s
Modo 28,3 MB/s
Modo 311,1 MB/s
Modo 416,7 MB/s
Modo 520 MB/s

Os HDs IDE mais recentes trabalham com um padrão conhecido como Ultra-DMA...
tracking img