Tipos de conhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1617 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TIPOS DE CONHECIMENTOS


RESUMO

O presente artigo evidencia a explicação de cada um dos termos da concepção do conhecimento como: o que é conhecimento, o que é verdade, sujeito conhecedor, objeto conhecido (ignorância-duvida-opinião-certeza), a possibilidade do conhecimento, o fundamento do conhecimento, os tipos de conhecimentos usados pela humanidade. Com base nessestermos é sucinto reformular o problema do conhecimento com a dificuldade do acesso direto que temos a determinados eventos. O conhecimento tem por base resolver problemas, analisando as principais reflexões dos filósofos sobre o conhecimento humano, do mundo e que passa por cada individuo. Emprega-se o conhecimento no convívio dos seres humanos como o ambiente, entender como se dar e se podefundamentar, é um instrumento de importância da vida.

Palavra-chave: Conhecimento, Sujeito, Objeto, Tipos.

INTRODUÇÃO

O ser humano é dotado da capacidade de conhecer e pensar. Conhecer e pensar constitui não somente uma capacidade, como também uma necessidade para homem; necessidade para a sua sobrevivência.
O conhecimento é necessário para o progresso do homem; conhecer époder, dizia Bacon; e o livro bíblico do gênesis, ao narrar o extraordinário mito da criação, coloca nos lábios do Deus antropomórfico do povo hebreu este preceito: “Cresci e multiplicai-vos, enchei a terra e subjugai-a, dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem sobre a terra”. A linguagem do mito encerra profundo conteúdo na medida exata em quetraduz os anseios da natureza humana e, por isso mesmo, revela a seu modo. De fato, os animais também são dotados de certa capacidade de conhecer; por isso, procuram alimentos que lhes convém e evitam tudo o que não lhes convém. “Os animais conhecem a natureza para subjugar-se a ela cegamente; o Ho” “ Subjicite eam”, subjugai-a!
O conhecer e pensar coloca o universo a nosso alcance e lhe dão osentido, finalidade e razão de ser. O Homem é “o ser verdadeiro, o olho que vê o mundo.” Vê e conhece, conhece o que vê e pensa no que viu e no que não viu, conhece e pensa, pensa e interpreta. Os animais conhecem as coisas; o Homem, além disso, investiga as causas. Os animais só conhecem por via sensorial; o Homem conhece e pensa, elabora o material de seus conhecimentos.

O que éconhecimento?

Para que exista o ato de conhecer, é indispensável o relacionamento de dois elementos básicos: um Sujeito conhecedor e um Objeto conhecido. Na relação que se estabelece entre esses dois elementos, a função do Sujeito consiste em aprender o Objeto. A essa relação dá-se o nome de conhecimento. Portanto, a simples descrição do ato de conhecer exige a essencial presença do Sujeitoconhecedor e do Objeto conhecido. Sujeito (caso do idealismo) ou ao Objeto (caso do realismo).

Segundo o filósofo alemão Nicolai Hartmann
O conhecimento é um ato transcendente, no sentido que realiza não apenas na consciência ou representação mental do Sujeito. Conhecer significa ultrapassar a consciência inicial do sujeito, ligando-a ao Objeto existente a ser conhecido. O Sujeito assume umaposição receptiva. Conhecer é captar o objeto.
(Hartmann, 1950, p.62)

Quando o Sujeito capta o objeto, tendo dele uma fiel representação mental, podemos dizer que atingiu um conhecimento verdadeiro, ainda que de caráter parcial, isto é, não totalmente abrangente. Quando isso não ocorre, osujeito tem um conhecimento parcial ou falso do objeto.

O que é a verdade?

Eis aí a pergunta fundamental, a cuja resposta dedica-se os mais diversos sábios, na história das civilizações.
Encontramos nos filósofos gregos, como Platão e Aristóteles, o conceito de verdade como a exata correspondência de um enunciado com a realidade da coisa por ele referida.
Para Aristóteles,...
tracking img