Timor leste

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1174 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo do Documentário sobre o País Asiático Timor Leste
Timor-Leste é um dos países mais jovens do mundo, e ocupa a parte oriental da ilha de Timor no Sudeste Asiático. As únicas fronteiras terrestres que o país tem ligam-no à Indonésia, a oeste da porção principal do território, e a leste, sul e oeste de Oecusse, mas tem também fronteira marítima com a Austrália, no Mar de Timor, a sul.A capital Díli, situa-se na costa norte.
O povo timonense é formado predomenantemente pelos povos papuas e austronésios.
Foi uma colónia portuguesa até 1975, altura em que se tornou independente, tendo sido invadido pela Indonésia 10 dias depois. Permaneceu considerado oficialmente pelas Nações Unidas como território português por descolonizar até 1999. Em 30 de agosto de 1999,cerca de 80% do povo timorense optou pela independência em referendo organizado pela Organização das Nações Unidas.
A heterogeneidade étnico-cultural é evidenciada pelos seus dialectos, variadas línguas, materiais produzidos ou diferentes estilos arquitectónicos.
A língua mais falada em Timor-Leste era o indonésio no tempo da ocupação indonésia, sendo hoje o tétum o mais falado nacapital. O tétum e o português formam as duas línguas oficias do país, enquanto o indonésio e a língua inglesa são consideradas línguas de trabalho pela atual constituição de Timor-Leste. Devido à recente ocupação indonésia, grande parte da população compreende a língua indonésia, mas só uma minoria o português. Para além do tétum, existem mais quinze línguas nacionais em Timor-Leste: ataurense,baiqueno, becais, búnaque, cauaimina, fataluco, galóli, habo, idalaca, lovaia, macalero, macassai, mambai, quémaque e tocodede.
Informações encontradas em documentos comprovam a existência de um comércio esporádico entre Timor e a China a partir do século VII, ainda que esse comércio se baseasse principalmente na venda de escravos, cera de abelha e sândalo, madeira nobre utilizada nafabricação de móveis de luxo e na perfumaria, que cobria praticamente toda a ilha.
A agricultura no país é baseada na produção de café seu principal produto para comercialização, também são produzidos no país brífoco e peixes que trazem renda para as famílias. O comércio local é quase inesistente, baseado em feiras abertas onde se vende alimentos, roupas, etc.
Em 1975 começa uma Guerracivil entre a FRETILIN e as forças pró-Indonésias. A FRETILIN (Frente Revolucionária de Timor-Leste) saiu vitoriosa da guerra civil e proclamou a independência a 28 de novembro do mesmo ano, o que não foi reconhecido por Portugal. A proclamação da independência por um partido de tendência Marxista levou a que a Indonésia invadisse Timor Leste. Em 7 de dezembro, os militares indonésios desembarcavamem Díli, ocupando brevemente toda a parte oriental de Timor.
Cerca de um terço da população existente em 1975 foi morta pela acção indonésia, até à entrada das tropas das Nações Unidas. A população do país esta entre 600.000 e 800.000 habitantes.
A ocupação militar da Indonésia em Timor-Leste fez com que o território se tornasse a província indonésia, chamada "Timor Timur". Umapolítica de genocídio resultou num longo massacre de timorenses. Podemos descrever os massacres que aconteceram em Timor similares aos acontecidos durante a 2 Guerra Mundial, centenas de aldeias foram destruídas pelos bombardeios do exército da Indonésia.
Entretanto, a visita do Papa João Paulo II a Timor-Leste, em outubro de 1989, foi marcada por manifestações pró-independência que foramduramente reprimidas. No dia 12 de novembro de 1991, o exército indonésio disparou sobre manifestantes que homenageavam um estudante morto pela repressão no cemitério de Santa Cruz, em Díli. Cerca de 200 pessoas foram mortas no local. Outros manifestantes foram mortos nos dias seguintes, caçados pelo exército da Indonésia.
A causa de Timor-Leste pela independência ganhou maior repercussão e...
tracking img