Thau1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2873 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

COLIN, Silvio. Uma introdução à arquitetura. Rio de Janeiro: Uapê, 2000 (Capítulos 1, 2, 3, 4 e 5), p. 21-43

CAPÍTULO I - CONCEITUAÇÃO DE ARQUITETURA
Comecemos pela palavra arquiteto: tecton, em grego, designava um artífice ligado AA construção de objetos por junção de peças, como um carpinteiro, e não por modelagem ou entalhe; o prefixo arqui indica superioridade. Assim,etimologicamente, arquiteto quer dizer “grande carpinteiro”. Desconsiderando as variações que a palavra pode ter assumido através dos séculos de cultura ocidental, hoje a empregamos com diversas acepções dentre as quais destacamos três.

UMA PROFISSÃO
Arquitetura é, em primeiro lugar, uma profissão de nível superior. O seu currículo de graduação compõe-se de matérias referentes a três áreas do conhecimento: aárea técnica [...]; na área chamada das humanidades, temos as matérias concernentes à História e Teoria da Arte e Arquitetura [...]; e a terceira inclui disciplinas relacionadas com a representação e composição de projetos.

UM PRODUTO CULTURAL
Do ponto de vista antropológico, a arquitetura é vista como o resultado, ou seja, o produto da ação do homem sobre o meio. Nesse sentido, a arquiteturainforma sobre como vivem viviam os homens, quais seus hábitos e valores culturais, como se divertiam, comiam, trabalhavam, como apropriavam os espaços domésticos e urbanos, etc.

COMO UMA ARTE
Sob o critério estético a arquitetura é vista como uma arte pois - embora alguns considerem que só comportaria um conjunto dos edifícios, aqueles em que o critério de excelência estética prevalece sobreos valores utilitários ou comerciais – a arte deve ser sempre uma meta. Encarar a arquitetura como arte não significa considerar apenas as obras-primas. [...] Não é necessário um edifício ser obra-prima para caber dentro do conceito de obra de arte. Assim como temos grandes obras literárias que não foram escritas por Gothe ou Dante Alighieri, também podemos ter grandes obras de arquitetura fora dorol das obras-primas.

CAPÍTULO II – ARQUITETUR A COMO ARTE O EDIFÍCIO COMO OBRA DE ARTE
Considera-se tradicionalmente a arquitetura como uma das belas-artes, juntamente com a escultura, a pintura, a música e o teatro. Este critério exclui grande número de edifícios ao nosso redor. Para ser considerado arte, além do atendimento dos requisitos técnicos, como a solidez

2 estrutural e aqualidade de dos materiais, e das demandas utilitárias, como a adequação dos espaços aos usos, deve o edifício tocar a nossa sensibilidade, nos incitar à contemplação, nos convidar à observação de suas formas, à textura das paredes, ao arranjo das janelas, ao jogo de luz e sombras, às cores, à sua leveza ou solidez. É preciso que todos estes elementos estejam submetidos a um princípio que lhes dêunidade, e este princípio seja claramente perceptível. Assim, pela observação podemos descobrir uma intenção de fazer algo destinado a nos emocionar, como uma bela melodia nos emociona, ou uma bela pintura. Somente assim poderemos considerar um edifício uma obra de arte. Fazendo parte da família das artes visuais, como a pintura e a escultura, tem a arquitetura suas semelhanças com estas trabalha commatéria semelhante – luz, sombra, cores, figuras. Com as outras artes – música, literatura, dança – possui também pontos comuns, de natureza mais abstrata. Porém, existem condições que fazem a arquitetura única, mantendo-a, de certa maneira, tão ligada a um mundo diverso daquele das percepções sensíveis, que muitos chegam a perguntar se é lá, no mundo da música, da pintura e da escultura que deveestar.

LIMITAÇÕES TÉCNICAS
[...] A palavra arte nos vem do latim ars-artis, cujo equivalente grego é justamente a palavra techneI.Este fato nos mostra que, para nossos ancestrais não havia diferença entre fazer algo belo e algo correto tecnicamente. Desde a Antiguidade até a Idade Média, a arte era definida como “a maneira correta de fazer uma coisa”. A diferença entre o objeto artístico e...
tracking img