Terpenos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CRIPTOSPORIDÍASE

Descrição

Infecção causada por protozoário coccídeo, parasito reconhecido como patógeno animal. Atinge as células epiteliais das vias gastrointestinais, biliares e respiratórias do homem, de diversos animais vertebrados e grandes mamíferos.
É responsável por diarreia esporádica em todas as idades, diarreia aguda em crianças e a diarreia dos viajantes. Em indivíduosimunocompetentes, esse quadro é auto-limitado, entre 1 e 20 dias, com duração média de 10 dias. Em imunodeprimidos, particularmente com infecção por HIV, ocasiona enterite grave, caracterizada por diarreia aquosa, acompanhada de dor abdominal, mal-estar, anorexia, náuseas, vômitos e febre. Esses pacientes podem desenvolver diarreia crônica e severa, acompanhada de desnutrição,
desidratação e mortefulminante. Nessa situação, podem ser atingidos os pulmões, trato biliar ou surgir infecção disseminada.

Agente etiológico
Cryptosporidium parvum.

Reservatório
O homem, o gado e animais domésticos.

Modo de transmissão
Fecal-oral, de animais para a pessoa ou entre pessoas, pela ingestão de oocistos, que são formas infecciosas e esporuladas do protozoário.

O ciclo biológico
Esteparasita necessita de apenas um hospedeiro. Dois tipos de oocistos se formam: 80% têm parede grossa e são eliminados já infectantes junto com as fezes; 20% são envolvidos apenas por uma membrana e se rompem na luz intestinal, determinando novo ciclo no mesmo hospedeiro.
A multiplicação do parasita no interior das células do intestino causa má absorção e digestão. Como consequência ocorre diarreia poralterações das células epiteliais, atrofia de vilosidades e perda de enzimas digestivas.
Os oocistos eliminados com as fezes são a principal fonte direta de infecção, a qual é adquirida por ingestão de oocistos que estejam contaminando água potável, alimentos, água de piscina, rios e lagos.

Outro modo seria o contato pela via fecal-oral de pessoa para pessoa ou entre pessoas e animaiscontaminados. O oocisto de Cryptosporidium é muito resistente e sobrevive à maioria dos desinfetantes como álcool, hipoclorito de sódio, fenóis e quaternário de amônia, entre outros. Também é resistente à concentração de cloro empregada na cloração da água.

Período de incubação
De 2 a 14 dias.

Período de transmissibilidade
Várias semanas, a partir do início dos sintomas e enquanto houvereliminação de oocistos nas fezes. Fora do organismo humano, em ambientes úmidos, o oocisto pode permanecer infectante por até seis meses.
Complicações
Enterite, seguida de desnutrição, desidratação e morte fulminante. Comprometimento
do trato biliar.

Diagnóstico
Identificação do oocisto do parasito através de exame de fezes. Biopsia intestinal, quando necessária. O diagnóstico também pode serrealizado pela detecção do antígeno nas fezes, através do ensaio imunoenzimático (ELISA) ou através de anticorpo monoclonal marcado com fluoresceína.

Diagnóstico diferencial
Em pacientes com aids, deve ser realizado o diagnóstico diferencial com outros agentes causadores de enterites, como: Giardia lamblia, Entamoeba histolytica, Salmonella, Shigella, Campylobacter jejuni, Yersínia, Cyclosporacayetanensis e microsporídeos.

Tratamento
Reidratação e correção de distúrbios hidro-eletrolíticos, suplementação nutricional e agentes antidiarréicos, quando necessários. Em indivíduos imunocompetentes, a doença é auto-limitada. Azitromicina, na dose de 900 a 1.200mg/dia, VO, pode ser benéfica para alguns pacientes. Roxitromicina, na dose de 300mg duas vezes por dia, diariamente, quatro semanas.Pacientes com imunodeficiência relacionada ao HIV, terapia com imunoglobulina hiperimune pode ser útil, associada com zidovudine.

Profilaxia
As medidas de controle gerais incluem educação sanitária, saneamento básico, lavagem de mãos após o manuseio de animais com diarreia, filtrar ou ferver, por alguns minutos, a água utilizada para beber, lavar alimentos e para fazer gelo. Durante o...
tracking img