Terapias fonoaudiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1758 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TERAPIAS Tratamento da Palavra Reabilitação dos Transtornos da Compreensão Verbal
PRINCÍPIOS Dar definições, sinônimos ou antônimos. Trabalhar com memória de curto prazo. Treino do uso do contexto para aprender significado de palavras não conhecidas. Julgamento semântico. Reabilitar transtornos de compreensão específicos .
OBJETIVOS Apontar figuras e ou objetos, com aumento gradativo do grau dedificuldade. Reduzir uso de jargão, logorréia e anosognosia e facilitar a compreensão do significado das construções sintáticas.
PÚBLICO-ALVO Não apropriado pra pacientes com compreensão e produção de sentenças, discursos. Pacientes com jargão logorréico, pacientes com surdez verbal pura, alterações acústico fonológica e/ou transtorno psicolingüístico.
MÉTODOS Evocação a partir de contextosverbais, de contextos de imagem visual a partir de estímulos verbais, a partir da evocação da imagem visual do objeto; evocação oral a partir da evocação do nome escrito; classificação de palavras; associação de palavras, associação lexical com distrator; associações emparelhando desenhos; semelhanças; automatismos; evocação a partir do gesto descritivo do uso do objeto. Jargão logorréico: limitar aprodução verbal e conseguir uma conscientização dos transtornos. Inicialmente empregar técnicas não-verbais exigindo do paciente apenas gestos, chamar a atenção do paciente para o material verbal.
Surdez verbal pura: reduzir a velocidade da apresentação, usar muita informação visual (leitura labial), uso de contexto (frases, conhecimento do tema de conversação).
Transtorno psicolingüístico:designar imagens de objetos ao ouvir seu nome, denominar constituintes de um todo, identificar e designar objeto adequadamente após descrição ou definição, designar ações enunciadas pelo terapeuta no contexto de uma frase exigindo cada vez maior capacidade discriminativa.
Alteração acústico fonológica: restaurar a capacidade de realizar discriminações auditivas dos significados sonoros,trabalho com segmentos de maior extensão, reforço com tarefas de completar frases.




TERAPIAS Compreensão Oral Expressão Oral
PRINCÍPIOS Integração de situações mais reais, atividades com ordens variáveis; conversa e ordens com um objetivo real.
OBJETIVOS Promover a compreensão do ambiente natural, por meio de informações claras, uso de palavras freqüentes (mais substantivos do que verbos),gestos, canalizando a atenção do paciente. Restabelecer a comunicação, trazendo de volta a iniciativa da fala, eliminação de estereotipia e perseveração.
PÚBLICO-ALVO Afasias severas Afasias severas
MÉTODOS Trabalho ao nível da palavra: designação e julgamento semântico de objetos e imagens (utilizando-se material significativo, fotos). Mutismo: restabelecer a iniciativa e o controle demovimentos fonatórios em situações de comunicação ou resposta para uma solicitação anterior.
Trabalho ao nível da frase: questões sim e não, questões abertas, verdadeiro-falso, associação frase imagem, ordens. Estereotipia: fator de mau prognóstico, difícil de eliminar, valor informativo supre-segmental – meios compensatórios.
Consciência e gerenciamento do déficit: combater a anosoagnosia, expor oserros, trabalhos com tela, desenvolver estratégia para facilitar a compreensão, estratégias de reparação, compreensão escrita. Perseveração: ocorrência inapropriada de uma resposta prévia a um estímulo novo, comum na afasia, sendo necessário explicar o fenômeno para que haja conscientização.







TERAPIAS Abordagens Funcionais Técnicas de Facilitação: Reorganização
PRINCÍPIOS Basearas intervenções nas capacidades ao invés das incapacidades. Utilização de processos relativamente intactos para compensar o déficit da produção oral da palavra
OBJETIVOS Proporcionar uma comunicação funcional em condições reais e interativas, visando as necessidades do indivíduo e tornando o meio-ambiente mais propício para comunicação. Produção escrita das palavras que o paciente não pode...
tracking img