Teorias do curriculo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2014 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal do Tocantins
Professora: Laryany Farias Vieira
Disciplina: Currículo, Política e Gestão Educacional
Curso: Licenciatura em Química

TEORIAS DO CURRÍCULO

Acadêmica: Jakeline de Souza Bastos

Araguaína - TO, 15 de dezembro de 2012

Universidade Federal do Tocantins
Campus Araguaína
Licenciatura em Química

TEORIAS DO CURRÍCULO

Trabalho apresentado ao cursode Licenciatura em Química pela Universidade Federal do Tocantins para a obtenção parcial de nota na Currículo, Política e Gestão Educacional.







Araguaína - TO, 15 de dezembro de 2012
INTRODUÇÃO

A palavra “currículo”, vem do latim curriculum, “pista de corrida”, podemos dizer que no curso dessa “corrida” que é o currículo acabamos por nos tornar o que somos. Nas discursõescotidianas, quando pensamos em currículo pensamos apenas em conhecimento, esquecendo-nos de que conhecimento que constitui o currículo está inextricavelmente, centralmente, vitalmente, envolvido naquilo que somos, naquilo que nos tornamos: na nossa identidade, na nossa subjetividade. O currículo constitui um significativo instrumento utilizado por diferentes sociedades tanto para descrever osprocessos de conservação, transformação e renovação dos conhecimentos historicamente acumulados como para socializar as crianças e os jovens segundo valores tidos como desejáveis.
As teorias sobre currículo se convertem em referenciais ordenadores das concepções sobre a realidade que abrangem e passam a ser formas, ainda que só indiretas, de abordar os problemas práticos da educação. É importanterepara que as teorizações sobre currículo implicam delimitações do que é seu próprio objeto, muito diferentes entre si. Se toda teorização é uma forma de esclarecer os limites de uma realidade, neste caso, tal função é muito mais decisiva, embora ainda falte um consenso elementar sobre qual é o campo o qual se alude quando se fala de currículo.

AS TEORIAS DO CURRÍCULO

A teoria é umarepresentação, uma imagem, um reflexo, um signo de uma realidade que – cronologicamente – a precede. Assim, uma teoria do currículo começaria por supor que existe, “lá fora”, esperando para ser descoberta, descrita e explicada, uma coisa chamada “currículo”. O currículo seria um objeto que precederia a teoria, a qual só entraria em cena para descobri-lo, descrevê-lo, explica-lo. A “teoria” não se limitariaapenas a descobrir, a descrever, a explicar a realidade: a teoria estaria irremediavelmente implicada na sua produção.
Uma teoria define-se pelos conceitos que utiliza para conceber a “realidade”. Os conceitos de uma teoria dirigem nossa atenção para certas coisas que sem eles não “veríamos”. Os conceitos de uma teoria organizam e estruturam nossa forma de ver a “realidade”. Assim uma forma útilde distinguirmos as diferentes teorias do currículo é através do exame dos diferentes conceitos que elas empregam. Neste sentido as teorias críticas de currículo, ao deslocar a ênfase dos conceitos simplesmente pedagógicos de ensino e aprendizagem para os conceitos de ideologia e poder, por exemplo, nos permitiriam ver a educação de uma nova perspectiva. Da mesma forma, ao enfatizarem o conceitode discurso em vez do conceito de ideologia, as teorias pós-críticas de currículo efetuaram outro importante deslocamento da nossa maneira de conceber o currículo. A existência das teorias sobre currículo está identificada com a emergência do campo do currículo como um campo profissional, especializado, de estudos e pesquisas sobre currículo.
Teorias Tradicionais: (enfatizam) ensino –aprendizagem – avaliação – metodologia –
didática – organização – planejamento – eficiência – objetivos.
Teorias Críticas: (enfatizam) ideologia – reprodução cultural e social poder – classe social – capitalismo – relações sociais de produção conscientização – emancipação- currículo oculto – existência.
Teorias Pós-Críticas: (enfatizam) identidade – alteridade – diferença subjetividade – significação e...
tracking img