Teoria geral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (700 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O objetivo principal do capítulo um é apresentar a origem da sociedade, quanto à idéia dos que defendem uma sociedade naturalista ou uma sociedade contratualista. Além disso, apresenta as trêsfundamentais características para a existência de uma sociedade, que são: a finalidade ou valor social, manifestações de conjunto ordenadas e o poder social, analisando-as posteriormente de forma individuale dando suas principais características.
A primeira parte do capítulo um trata da origem da sociedade, afirmando que ela traz evidentes benefícios ao homem, mas, por outro lado, favorece a criaçãode uma série de limitações que chegam até mesmo a afetar seriamente a própria liberdade humana. E apesar disso o homem continua vivendo em sociedade. Isto se deve, porém, a uma coação irresistível queo obriga a viver em sociedade ou a própria natureza humana que o leva a aceitar voluntariamente como uma necessidade à sua existência? Há duas vertentes, portanto, que explicam como a sociedadesurgiu, a primeira delas é a da sociedade natural, que afirma que esta é fruto da própria natureza humana, ou seja, o homem é induzido fundamentalmente por uma necessidade natural à vida em sociedade,porque o associar-se com os outros seres humanos é para ele condição essencial de vida, só assim o homem pode conseguir todos os meios necessários para satisfazer suas necessidades, ou seja, ele não podeevitar sua vida em sociedade, pois ela é independente de sua vontade. A outra vertente é a contratualista, que afirma que a vida em sociedade é tão somente um ato de escolha, o produto de um acordo devontades, ou seja, de um contrato hipotético celebrado entre os homens, razão pela qual é chamada contratualista. Esta vertente nega o impulso associativo natural presente nos naturalistas, com aafirmação de que só a vontade humana justifica a existência da sociedade, ou seja, a vida em sociedade está totalmente submetida à razão e à vontade humanas. Segundo Hobbes, por exemplo, o contrato...
tracking img