Teoria de maslow

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1854 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACHUCA
Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas do Cabo de Santo Agostinho





Maslow































Cabo de Santo Agostinho
29 de Maio de 2012






Resumo


Este trabalho tem por objetivo refletir sobre o estudo da teoria motivacional de Maslow. Realizou-se umarevisão da obra de Abraham Maslow
Ele sustentou durante toda a sua vida a teoria da preponderância das necessidades, mas relativizou, suas propostas originais com a noção de gratificação parcial e com a aceitação das possíveis diferenças culturais. Maslow propôs um duplo mecanismo para as motivações, distinguindo a dinâmica das motivações por deficiência das motivações para o crescimento em uma faseposterior de seus trabalhos.
Neste estudo, faz-se uma análise crítica das propostas e contribuições de Maslow ao estudo da motivação










































1. Introdução

Abraham Maslow nasceu no dia 1 de abril de 1908 em Nova Iorque.Seus pais eram judeus, ele tinha mais 6 irmãos, sendo que ele foi o primeiro a nascer. Seus paiseram muito pobres, viviam em uma tremenda miséria. E os estudos eram motivos que faziam a família de Maslow cobrarem muito a ele.
Por não terem tido oportunidades de estudar, seus pais eram extremamente exigentes com relação aos seus estudos. De acordo com o próprio Maslow ele não teve uma infância muito feliz, reclamava que sua mãe não era uma pessoa carinhosa e que seu pai não tinha muito tempoa ele. " 
Maslow, psicólogo formado na Universidade de Wisconsin, tinha por diretriz de trabalho uma tentativa de síntese das ênfases dinâmica, holística e cultural.
Foi assistente de Thorndike e, como todo psicólogo de sua época, teve sua formação marcada pela Escola Behaviorista, da qual se tornou critico. Sofreu influencia dos pensamentos de Gordon Allport, Murray e Carl Rogers.Diferentemente do que se pensa, seus estudos sobre motivação humana tinham em vista o desenvolvimento de uma teoria que pudesse servir de base para a compreensão do homem inserido na sociedade, e não se aplica facilmente quando reduzida ao aspecto da vida laboral.


Fui um garoto tremendamente infeliz… Minha família era miserável e minha mãe era uma criatura horrível… Cresci dentro de bibliotecas e semamigos… Com a infância que tive, é de se surpreender que eu não tenha me tornado um psicótico. (Maslow apud Hoffman, 1999, p. 1)"

























1
2. Conceito de motivação

O mais citado trabalhode Maslow sobre motivação foi publicado em 1943, com o título “Uma teoria da motivação humana”. Nesse trabalho, Maslow apresenta proposições fundamentais para a teoria da motivação, o que é ampliado na publicação de 1954. Essas proposições parecem ser um diálogo com a Psicanálise e a Psicologia Comportamental de sua época e têm papel de postulados em sua construção teórica.
A partir de algumasdelas, pretende-se apresentar o conceito de motivação e suas singularidades.
Para Maslow indivíduo é um todo integrado e organizado. Por consequência, não se pode falar da motivação de um órgão (a boca, o estômago ou a genitália), mas apenas da motivação da pessoa como um todo. Com essa afirmação, Maslow afasta seu conceito de motivação do conceito de pulsão freudiano.
- “A contribuição de Maslowfoi ignorar a dicotomia e ordenar as necessidades numa hierarquia de prepotência, colocando as necessidades biológicas como aquelas que tinham de ser satisfeitas primeiro, antes de quaisquer outras necessidades mais elevadas poderem receber qualquer atenção”.
Maslow propõe a existência de comportamento não motivado:
- “A gratificação de necessidades permite a emergência de comportamento...
tracking img