Teologia de bulgakov

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3442 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|[pic] |SEDAC – STUDIUM ECLESIÁSTICO DOM AQUINO CORRÊA |
| |Rua do Seminário, 105 - Bairro Cristo Rei – Caixa Postal 7024 Tel. 0XX65 685-0897 |
| |CEP 78118-360 - Várzea Grande – MT|








INTRODUÇÃO À TEOLOGIA[i]

BULGAKOV, SERGUEI NIKOLAIEVITCH[ii]







Docente: Edson Sestari

Discente: Sérgio Henrique Fabiano Zanon



















Várzea Grande – MT

2011

VIDA


Bulgakov, Sergei Nikolaevich (1871/06/16 – 1944/07/13) – economista burguesa russa, filósofo e teólogo. Professor deEconomia Política, em Kiev (1901-1906) e Moscovo (1906-1918).
Em 1918 recebeu o sacerdócio. Desde 1923 no exílio. Desde 1925 Professor do Instituto Teológico russo em Paris. Bulgakov começou com o "marxismo legal" ("Os mercados de produção capitalista", 1897; "Capitalismo e Agricultura, v. 1-2, 1900), erroneamente afirmado a inaplicabilidade da teoria marxista de capitalização para a pequenaagricultura produção da Rússia.
Ele tentou combinar o marxismo com uma epistemologia crítica de Kant, mas depois virou-se para a filosofia religiosa e o cristianismo (Col. "do marxismo ao idealismo", 1903). A partir dessas posições, aliando à doutrina cristã com construções filosóficas F. Schelling (“filosofia natural e filosofia da identidade”) e os Solovyov (sistema e doutrina de Deusmasculinidade), Bulgakov argumentou contra o marxismo e positivismo e o ateísmo (col. "Milestones", 1909, "Two" Cities, v. 1-2, 1911). Tentava resolver problemas sócio-políticos com a ajuda da metafísica religiosa ("A Filosofia da Economia", 1912).
Chega a uma conclusão apenas ao desenvolver o livro: "Unfading Light", no qual, a filosofia religiosa, que, segundo Bulgakov, constitui o seuúnico problema universal – Deus e só Deus (ukaz. Op., M., 1917, pp. 76), que já aparece como uma teologia.
A idéia principal de Bulgakov resume a – uma unidade do sistema e da doutrina do Sophia (Sabedoria), a personificação do que Bulgakov acreditava ser uma manifestação ou encarnação de Deus e, portanto, necessidade de cristianização da vida terrena. Marxistas têm criticado fortemente aposição econômica e filosófica de Bulgakov e sua posição política (ver VI Lenin, A Questão Agrária e dos críticos "de Marx", vol. Works. Op., 5 ed., V. 5, O "Marcos", ibid. t. 19).
Portanto, podemos resumir que Serghei Bulgakov fora muito influenciado pelo marxismo, rompeu com a Igreja e estudou política e economia em Moscou, Berlin, Paris e Londres, e foi professor das universidades de Kiev eMoscou, até que, desiludido com o marxismo, voltou à Igreja em torno de 1918. Ocupou-se da Sofiologia, centrado na criação do mundo e na unidade de todas as coisas. Expulso da União Soviética em 1923 foi professor do Instituto de Teologia Ortodoxa Russa de Paris, de onde escreveu sua grande obra, A Ortodoxia (1932).


OBRAS


Já fizemos referência a algumas obras, de caráter econômico efilosófico: O Papel do Mercado na Produção Capitalista (Petersburg, 1896); Capitalismo e Agricultura (idem, 1900); Do Marxismo ao Idealismo (idem, 1903). Agora, passemos a uma breve resenha de suas obras filosóficas e teológicas. O livro Filo da Economia (Moscou, 1912) contém o primeiro esboço da "sofiologia". Já Luz lndefectível (idem, 1917) é o desenvolvimento completo da "sofiologia", umcompêndio de todo o pensamento filosófico religioso russo. Através da "sofiologia", Bulgakov esforça-se por superar as filos que dominavam o início do século, o kantismo, o idealismo e o marxismo. Repele o kantismo porque ergue uma barreira entre pensamento e ser; o idealismo pelo predomínio universal que concede à razão; o marxismo pelo papel exagerado que atribui aos problemas da sociedade, em...
tracking img