Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 204 (50964 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
filosofiaINTRODUÇÃO
EMENTA
A
Teologia Contemporânea trata do estudo acerca da teologia mais particularmente do
Século XX. Esse século esteve comprometido com uma pluralidade de ―teologias‖, de caminhos e
de muitas reflexões sobre o mundo, sobre Deus e o homem.De início, há a necessidade de uma passagem reflexiva pelo período medieval, ainda que demodo conciso, no que tange aos debatesteológicos e seus grandes expoentes. Depois, em evidência,a Reforma Religiosa com suas propostas renovadoras, não no sentido de se estabelecer novasdoutrinas, mas de reaver a natureza e sentido da Bíblia como padrão de fé e prática da Igreja. Sobrea salvação e o papel da Igreja, se constituem algo de extrema importância nesse cenário,respectivamente. Entretanto, o que era para ser renovado,transformou-se numa divisão desegmentos eclesiais, fazendo surgir posturas diversas em relação a vários pontos doutrinários.Antes de se refletir sobre a teologia do Século XX, é imprescindível verificar que a TeologiaContemporânea tem suas bases assentadas no Século XIX. Immanuel Kant sistematizou a confiançado homem moderno na capacidade da razão para tratar de todo o material em sua capacidade e emsuaincapacidade para ocupar-se do que vai mais além. Assim, um novo conjunto de pressupostosreligiosos moldou o pensamento do homem moderno.O Iluminismo qualificou os séculos XVII e XVIII, constituindo a história intelectual doOcidente. Enquanto a cosmologia da Idade Média era percebida como um sistema orgânico, namodernidade tudo passou a ser relativo, fragmentado. A era da razão toma corpo, de modo queohomem passou a ser visto como o centro do universo. Deus já não era mais visto como o autor dacriação, e se era, não interviria nela; a religião não mais doutrinava a vida humana, mas a produçãocientífica.A Teologia Contemporânea é a teologia do Século XX. Em sentido real, nasceu em 1919. Seuiniciador foi um jovem pastor, Karl Barth (1886-1968). É ele um novo pivô teológico na história, oanúnciode uma nova era teológica, considerando como marca o seu Comentário da Carta de Pauloaos Romanos, em 1919. Uma análise não só em Barth, mas também em muitos outros expoentes faz justiça à natureza da matéria.
OBJETIVO GERAL
Conduzir o estudante de Teologia à reflexão sobre os principais pontos da TeologiaContemporânea relacionados aos seus expoentes, é o objetivo geral damatéria.Consequentemente, se pode também observar as muitas facetas de posturas teológicas que aindahoje se propagam, fazendo que as mentes reflitam mediante diversificados caminhos, bem comogerando diversificadas conclusões. Conclusões que muitas vezes se distanciam da Bíblia ecomprometem negativamente a antropologia e áreas afins.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Por objetivos específicos, significa o entendimento das diversasposturas de teólogos doperíodo que compreende o Século XX. A percepção de como se conduziram os pensamentosdiversos, uma vez que não daria mais para estar preso a dogmas. Serão sistematicamentepercebidos, os postulados divergentes e convergentes dessa época, que tiveram seus objetivos dese tentar dar respostas às perguntas surgidas, quer do ângulo da Ciência, quer do ângulo daprópria Igreja,respostas concretas.
Índice
Introdução: Vertentes que influenciaram a teologia do séc XX
1.
Fase Racionalista ou Iluminista1.1.
Racionalista1.2.
Deísmo1.3.
Iluminismo1.4.
Principais temas em debate2.
Fase Romantista ou Modernismo2.1 Imannuel Kant2.2 Um novo conjunto de pressupostos religiosos para o homem moderno.2.3 A autonomia do homem e sua influência no pensamento religioso moderno.2.4 Orelativismo de David Hume e sua influência na filosofia kantiana.2
.
5 O confinamento de Deus na teologia contemporânea.2.6 As idéias deístas na filosofia da emancipação e sua influencia na teologiacontemporânea.2.7 Uma separação radical entre história e fé.3.
Friedrich Schleiermacher.3.1 Ritschl e sua escola.3.2. Adolf von Harnack da escola de Ritschl.
3.3 Hegel e os idealistas.3.4...
tracking img