Tecnologia gsm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 66 (16481 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE FISCALIZAÇÃO DE OBRAS DE SANEAMENTO
Prof.: Ernani de Souza Costa
ÍNDICE

Título

APRESENTAÇÃO

Folha

02

CAPÍTULO I.
PLANEJAMENTO DE IMPLANTAÇÃO DOS SERVIÇOS;

05

CAPÍTULO II.
PROGRAMAÇÃO/ REDE DE PRECEDÊNCIAS;

08

CAPÍTULO III.
SUPERVISÃO E ACOMPANHAMENTO DOS PROJETOS EXECUTIVOS;

11

CAPÍTULO IV.
APOIO NA ADMINISTRAÇÃO DOS CONTRATOS DE EMPREITEIRAS;

12CAPÍTULO V.
SUPERVISÃO E ACOMPANHAMENTO DE OBRAS:

15

CAPÍTULO VI.
ELABORAÇÃO DE PLANO DE CONTROLE TOPOGRÁFICO, TECNOLÓGICO
E DA QUALIDADE;
60
CAPÍTULO VII.
EMISSÃO DE RELATÓRIOS MENSAIS DOS SERVIÇOS.

74

CAPÍTULO VIII.
FORMULÁRIOS DE CONTROLE

76

CURSO DE FISCALIZAÇÃO DE OBRAS DE SANEAMENTO

APRESENTAÇÃO
Conceituação:

A Fiscalização é o conjunto de atividadestécnico-administrativas necessárias para a implementação
de um empreendimento, realizadas em nome e por conta da entidade patrocinadora com vistas a
garantir a qualidade especificada no projeto, a manter os custos efetivos dentro dos padrões
orçamentados e exigir que os prazos estimados sejam obedecidos dentro do planejamento global. A
Fiscalização tem sentido amplo e como tal, garantirá que oempreendimento seja implementado
harmoniosamente como um todo, obedecendo a todos os parâmetros pré-estabelecidos. Portanto,
suas ações consistem em planejar, programar e controlar.

Considerações Básicas:

Todo empreendimento, em fase de implantação, exige, como condição necessária, a adoção de um
sistema de controle integrado que possibilite, em qualquer momento, o fornecimento de informaçõesprecisas relativas ao andamento de qualquer atividade técnica, administrativa ou financeira.

A conceituação da necessidade de controle como fonte de informação é uma idéia já madura e não
existe um só Fiscalizador que desconheça esta necessidade. No entanto, na maioria das vezes, se
exerce um controle ineficiente ou incompleto, já que, na generalidade dos casos, o sistema informa
apenas oque ocorreu, uma vez que não possui idéia própria do que deveria ocorrer, impossibilitando a
comparação.

A falta desta comparação torna qualquer controle inócuo e, normalmente, a informação não passa de
ser uma confirmação de feitos consumados.

Prof. Ernani de Souza Costa
2

CURSO DE FISCALIZAÇÃO DE OBRAS DE SANEAMENTO
Por outro lado, quando o empreendimento tem todas as suasatividades ordenadas, o que é função da
determinação dos serviços e métodos empregados, tornando-se claro o que deveria acontecer, porém
não é controlado eficientemente, o cotejo não apresenta nenhum resultado prático.

Quanto à complexidade do empreendimento, a mesma é refletida pela ordenação detalhada das
atividades agrupadas em setores ou obras, pressupondo a existência de um macro planoelaborado
segundo diretrizes determinadas pelos estudos preliminares e anteprojetos, ou mesmo projetos básicos.

Finalmente, para que a implantação do empreendimento seja concluída com a segurança de que tenha a
melhor qualidade com o menor custo e o menor prazo, é imprescindível que sua administração
contemple três fases principais: o planejamento, a programação e o controle, referindo-se sempre aoprojeto, ao fornecimento de materiais e às obras.

Planejamento

O planejamento consiste no estudo do empreendimento como um todo, levando em conta Diretrizes
Básicas preestabelecidas, a solução de problemas econômicos com a obtenção de financiamentos, a
harmonização dos problemas legais, sociais, de logística, etc., com o estabelecimento de datas-marco
para os eventos principais, e aelaboração da respectiva rede de precedências.

Nesta fase, portanto, são definidas as condições para o estabelecimento do que desejamos que
aconteça, identificando parâmetros básicos:

- Qualidade: na elaboração de projetos e respectivas especificações;

- Custos: na elaboração de orçamentos, dentro de um grau de contingência aceitável;

- Prazos: no estudo de prazos e elaboração de...
tracking img