Tecnologia armamentista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6336 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma Visão da Tecnologia do Armamento Escalar – Parte 1: O Imperador Bush Está Nu.

Com os EUA envolvidos na guerra no Oriente Médio, a realidade chocante é que suas forças militares não possuem as armas mais poderosas no mundo hoje. Os russos dominaram a tecnologia das armas escalares mais de vinte anos atrás e já alcançaram uma clara vantagem estratégica sobre o Ocidente. Assim, a questão é:Por que eles ainda não impuseram sua supremacia militar se suas forças armadas têm a capacidade inquestionável de tomar o controle do mundo?

“ A Roupa Nova do Imperador “
Para aqueles de vocês que passaram pela escola sem terem lido "A Roupa Nova do Imperador", de Hans Christian Andersen (1837), vamos revisar os fatos desse conto para que você possa ver a aplicação dele na guerra de George W.Bush contra o Oriente Médio (http://virtualbooks.terra.com.br/freebook/port/infan1/roupa.htm).
"Há muitos e muitos anos havia um imperador tão apaixonado pelas roupas novas, que gastava com elas todo o dinheiro que possuía. Pouco se incomodava com seus soldados, com o teatro ou com os passeios pelos bosques, contanto que pudesse vestir seus trajes.
Tinha um para cada hora do dia, e, ao invés dese dizer dele o que se diz de qualquer imperador: Está na Câmara do Conselho, dizia-se sempre a mesma coisa: 0 imperador está se vestindo."
Na capital em que ele vivia, a vida era muito alegre; todos os dias chegavam multidões de forasteiros para visitá-la, e, entre eles, certa ocasião chegaram dois vigaristas. Fingiram-se de tecelões, dizendo-se capazes de tecer os tecidos mais maravilhosos domundo. E não somente as cores e os desenhos eram magníficos como também os trajes que se faziam com aqueles tecidos possuíam a qualidade especial de serem invisíveis para qualquer pessoa que não tivesse as qualidades necessárias para desempenhar suas funções e também que fossem muito tolas e presunçosas."
As frases-chave nessa história são "não ter as qualidades necessárias para desempenhar suasfunções, "muito tolas" e "presunçosas".
O imperador estava receoso de visitar os tecelões e examinar seus tecidos maravilhosos, pois poderia revelar que era muito tolo e, portanto, não tinha as qualidades necessárias para desempenhar suas funções. Em seu lugar, ele enviou seu bom e velho primeiro-ministro para ver os tecidos. Quando esse ministro olhou para o tear e não conseguiu ver nada, entrouem pânico, certo que estava sendo revelado que era muito tolo e desqualificado para desempenhar suas funções. Portanto, ele fingiu que conseguia ver a roupa; após cumprimentar os tecelões por terem fabricado uma roupa tão maravilhosa, ele voltou até o rei, para contar em grandes e vívidos detalhes como era maravilhosa a roupa.
O imperador então enviou outro "fiel cortesão" para ver o serviço dostecelões e quando este não pôde ver nenhum tecido, chegou à mesma conclusão que o primeiro-ministro. Após dizer aos tecelões que o tecido era maravilhoso, voltou até o rei e, quando prestou contas de sua visita, contou em grandes detalhes que o trabalho estava realmente encantador.
Neste ponto, toda a cidade estava literalmente comentando os relatos dos dois honestos e respeitáveis ministros.Todas as pessoas da cidade diziam que não podiam esperar para ver o maravilhoso tecido usado para confeccionar a nova roupa do imperador. O próprio imperador ficou envolvido nessa charada até que tomou coragem para ir ver pessoalmente o tecido.
Quando o imperador não conseguiu ver coisa alguma, entrou em pânico! Em vez de revelar que não tinha as qualidades para o cargo e era muito tolo, fingiu ver otecido, e fez grandes elogios aos tecelões. Ele viu os tecelões trabalhando com afinco em um tear completamente vazio, e ficou tão embaraçado que fingiu que podia ver o tecido.
Os dois vigaristas ficaram a noite toda trabalhando, à luz de velas, na noite anterior ao dia de uma grande procissão em que o imperador apareceria diante da população, convencendo a população que eles tinham trabalhado...
tracking img