Tecnicas radiograficas contrastadas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3687 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MEIOS DE CONTRASTE

Meios de contraste são substancias usadas em radiologia com objetivo de permitir a suficiente diferenciação entre estruturas vizinhas que possuem densidade similar. O meio de contraste permite esta diferenciação através do aumento de contraste entre as estruturas.
Os agentes de contraste devem satisfazer algumas condições que justifique o seu amplo uso na praticaclinica. As principais são:
• Baixa toxicidade
• Fácil administração, sem modificação química.
• Eliminação fácil
• Fornecer contraste adequado


CAPACIDADE DE ABSORVER RADIAÇÃO:
1. Positivos ou radiopacos: Quando presentes em um órgão absorvem mais radiação que as estruturas vizinhas.
2. Negativos ou radio transparentes: É o caso de ar e dos gases que permitem a passagem dosRX mais facilmente servindo assim como contraste negativo. (ex: radiografias de duplo contraste, ar e bário).

Os meios de contrastes positivos tem peso atômico elevado determinando alta absorção dos raios-x. Estes meios de contrastes são basicamente de dois grupos: Iodados e Baritados.
Os meios de contraste negativos tem baixo peso atômico, com mínima absorção dos raios-x e sãorepresentados por elementos gasosos como ar atmosférico e gás carbônico. São úteis em certas circunstancias e hoje de uso bem menos comum.


SOLUBILIDADE:
1. Hidrossolúveis: dissolve-se em água.
2. Lipossolúveis: dissolve-se em lipídios (gordura).
3. Insolúveis: não se dissolvem. Ex: sulfato de bário.

VIAS DE ADMINISTRAÇÃO:
1. Oral: Quando o meio de contraste é ingerido pela boca.
EX: Sulfatode Bário para o Esôfago (Esofagograma).


2. Parenteral ou EV: Quando o meio de contraste é ministrado por vias endovenosas ou artérias.
EX: Urografia excretora

3. Intratecal: É aplicado dentro do canal medular por baixo da DURAMATER. É usado para punções lombar.
EX: Mielografia

4. Endocavitário: Quando o meio de contraste é ministrado por orifícios naturais que se comunicam como meio externo. (ex: uretra, reto, útero, etc.).
EX: Histerossalpingografia, Clister opaco.


5. Intracavitário: Quando o meio de contraste é ministrado via parede da cavidade em questão. (ex: fístula).
EX: Colangiografia pelo dreno, Fístulografia.



MEIOS DE CONTRASTE BARITADOS

Os meios de contraste baritados contem em sua estrutura o elemento químico Bário. O Sulfato deBário é a forma química mais usada como meio de contraste e pode ser encontrado em forma de pó ou suspensão coloidal pronta para o uso. O Sulfato de bário é administrado por via oral ou retal e usado para estudo radiológico do tubo digestivo.

• Exemplos de exames do tubo digestivo realizados com Sulfato de Bário: exames contrastado do esôfago estômago e duodeno, transito delgado e clisteropaco.
Exames em duplo contraste são aqueles em que se usa um meio de contraste positivo junto com um meio de contraste negativo. Como exemplo, temos:
1. Exame em duplo contraste do estomago e duodeno onde se utiliza um meio de contraste positivo (sulfato de bário) e um meio de contraste negativo (AR).
2. Exame em duplo contraste de uso comum o “Clister Opaco”, onde se utiliza um meio decontraste positivo (sulfato de bário) e um meio de contraste negativo (ar).
A água (contraste neutro) algumas vezes pode ser utilizada como substituto de contraste negativo com o objetivo de promover distensão do tubo digestivo.

CONTRA INDICAÇÃO NO USO DO SULFATO DE BÁRIO

Por ser um composto insolúvel, o sulfato de bário é contra indicado se houver qualquer chance de que possaescapar para a cavidade peritoneal. Isso pode ocorrer através de vísceras perfuradas, ou no ato cirúrgico se este suceder o procedimento radiológico.
Em qualquer dos dois casos, deve ser usado então contraste iodado hidrossolúvel, que podem ser facilmente removidos por aspiração antes da cirurgia ou durante esta; por outro lado, se essas substâncias passarem para a cavidade peritoneal, o...
tracking img