Tcc sobre pre eclanpsia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5654 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO
A gravidez é um processo natural na vida da mulher, e um grande evento dentro da família, enfim, um acontecimento tão notável e inesquecível que deverá estar envolto de todos os cuidados.
Sabemos, porém, que nem todas as gestações transcorrem tranqüilas, infelizmente, colocando em risco a saúde da mãe e do feto, e aquilo que era motivo de orgulho e esperança, torna-seansiedade e medo.
Os indicadores de mortalidade materno e infantil nos mostram a realidade muito próxima de nós. O que acontece? Esta pergunta tem várias respostas. Somos todos responsáveis enquanto profissionais de saúde.
Diante disso realizou-se esta pesquisa, a qual realiza um levantamento bibliográfico em função dos distúrbios hipertensivos na gestação, para melhor conhecê-lo e colocar empratica medidas para evitá-lo.
Os distúrbios hipertensivos são as maiores complicações de ocorrência na gestação. Eles ocorrem em 5 a 10% das gestações e a incidência varia entre diferentes hospitais, regiões e países.(LOWDERMILK, PERRY, BOBAK)
O termo hipertensão na gravidez é geralmente usado para descrever um amplo espectro de pacientes que podem apresentar pequenas elevações da pressãoarterial ou hipertensão grave com disfunções de vários órgãos. (STEVEN, NIEBY, SIMPSON)
Esta presente pesquisa tratará em específico de um dos mais freqüentes distúrbios hipertensivos na gestação, as pré- eclâmpsias, entretanto para podermos obter um bom entendimento sobre o assunto, iniciaremos com uma breve definição de hipertensão: Hipertensão é definida como uma pressão arterial sistólica superiora 140mmHg e
uma pressão diastólica maior que 90mmHg durante um período sustentado. (BRUNNER, SUDDARTH).
Segundo o MINISTÉRIO DA SAÚDE pré-eclâmpsia é conceituada como o aparecimento de hipertensão arterial acompanhada de proteinúria (aumento da concentração de proteína na urina; valores > 0,3 g na urina de 24 horas) em gestação acima de vinte semanas, podendo ou não haver edema. Anteriormentea este período, pode surgir acompanhando doença trofoblástica gestacional.
Eclâmpsia é definida pela presença de convulsões tônico - clônicas generalizadas ou coma como manifestação do desenvolvimento cerebral na pré- eclâmpsia grave, não relacionadas a qualquer outra condição patológica. É das formas hipertensivas a principal causa de morte materna, com incidência de até 14% do total decasos.(MINISTÉRIO DA SAÚDE)
Este trabalho propõe-se a identificar a prevalência da doença hipertensiva específica da gravidez em pacientes atendidas no âmbito secundário da saúde pública, CIS (Consórcio Intermunicipal de Saúde) em Irati.
O interesse por este tema surgiu pelo fato de me identificar com esta especialidade, obstetrícia, e por ao estar estagiando em algumas unidades de saúde, junto aalgumas gestantes durante o pré – natal, notei que o assunto é pouco conhecido pelas mesmas e também pouco abordado pelos profissionais de saúde durante o contato com as gravidas gerando interesse em saber qual era o perfil de risco e o conhecimento de tais gestantes acerca da tal doença, indo colaborar tanto com as gestante quanto com a equipe de saúde, para talvez poder evitar uma possívelmortalidade materna e infantil.






2. OBJETIVOS

2.1 GERAL
Levantar o perfil de risco e o conhecimento das gestantes atendidas no serviço de gestação de alto risco do Consórcio Intermunicipal de Saúde de Irati no período de 07-07 a 30-07 de 2005.

2.2 EPECÍFICO

- Evidenciar a faixa etária das gestantes.
- Identificar o nível de conhecimento entre elas sobre a doença.- Levantar o perfil das gestantes participantes.
- Levantar corpos bibliográficos, referente ao tema.
- Fornecer subsídios aos profissionais de saúde a partir dos dados coletados, a fim de propiciar melhoria no atendimento à gestante contribuindo para a diminuição da hipertensão gestacional.












3. REFERENCIAL TEORICO
3.1 ASPECTOS INICIAIS
Segundo...
tracking img