Surdez e linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1124 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Surdez e Linguagem – Aspectos e implicações neurolinguisticas
Ana Paula Santana


Não é bom que enunciados como “o surdo só adquire sua identidade por meio da língua de sinais” tenha surgido no seio de uma visão cuja referencia principal é a busca pela aceitação social da diferença. Tampouco que a expressão “cultura surda” venha para dar forma e visibilidade para esta diferença. O surdo nãosó adquiri sua identidade através da língua de sinais, pois existem muitos surdos que se identificam com a língua oral.

Para Canguilhem (1995), o anormal não é o ser humano destituído de norma, e sim aqueles que possuem características diferentes e não faz parte da média considerada normal. Nesse caso o sujeito não pode ter características particulares, já que sua individualidade “compromete anorma”. Discriminação esta de que são alvos gagos, os afásicos, os surdos, os disfluentes, enfim, todos aqueles que fogem a norma vigente. Então entendemos que o surdo se encaixa dentro destas normas sociais em deficiente, mas deficiente é aquele que perde a audição com o tempo e antes de nascer.

Percebi nos depoimentos bastante preconceito dos próprios pais das crianças, imagina como estacriança enfrentara a sociedade se o exemplo vem de casa. Todos encaram como se fosse o fim do mundo, o fim de tudo.

Quando os pais ouvintes têm um filho surdo, eles têm de tomar uma decisão: escolher, pelo menos inicialmente, a modalidade de língua que o filho usará – audioverbal ou visuomanual. Embora exista, em um primeiro momento, o caráter de escolha, nada garante que a opção dos pais (ou dosprofissionais) corresponderá à opção futura do filho. Após a criança entender o porquê de ela ter nascido assim já iniciará o processo de escolha própria cabe aos pais dar o apoio necessário para que esta criança se saia bem em sua escolha dentro sociedade. A aquisição da língua de sinais em uma casa de ouvintes acaba por ser proporcionada para a criança, somente após o fracasso da tentativa da línguaoral, e o problema se torna maior, porque só é feita a procura pelos sinais em uma idade já avançada para a aprendizagem total completa.

A opção do implante coclear é mais uma esperança de solucionar o problema da surdez. Integrantes da comunidade surda tem se manifestado contra tal procedimento. Para os surdos é mais uma tentativa fracassada em transformar o surdo em ouvinte. Para mim Isto sóresolve o problema dos pais que não precisarão aprender a língua de sinais, pois se Deus quis que esta pessoa nascesse desta forma é porque ela tem que ser assim, tem que se aceitar e ser aceita.

Quando se chama a surdez de deficiência auditiva, e quando se propõe o implante coclear para sanar essa deficiência, não se esta só aventando uma solução tecnólogica para a “doença”. De qualquerforma, o que está em jogo são convicções acerca dos significados da surdez. O que muda a “solução” encontrada por uma a uma dessas posições para lidar com o problema. As crianças com implante coclear repetem as palavras ao invés de entende-lás, ouve a musica, mas sem entender o que estão falando nela.

Procura-se, atualmente, legitimar a língua de sinais. A língua é associada diretamente à identidadee a competência natural. Isso acaba por proporcionar ao surdo o sentimento de que pertence a determinado grupo – não mais a um grupo de “anormais”, mas a um grupo especifico, de surdos. Com isso, vem a idéia de que só nesse grupo ele é capaz de adquirir sua identidade, “a identidade surda”. Esta idéia da autora é o que realmente acontece infelizmente o surdo se sente na obrigação de ser igual eseguir os mesmos passos de outras pessoas surdas, mas como falar em identidade se ser diferente não se encaixa na identidade surda?

O que seria e como se constrói a identidade? Identidade é uma construção permanentemente que busca determinar especificidades que estabeleçam fronteiras identificatórias com o outro. É também pelo uso da linguagem, a construção da identidade não é do domínio...
tracking img