Sttau monteiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2145 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Luís Infante de Lacerda Sttau Monteiro Nasceu no dia 03/04/1926 em Lisboa e faleceu no dia 23/07/1993 na mesma cidade. Com dez anos de idade partiu para Londres com o pai, que exercia as funções de embaixador de Portugal. Regressou a Portugal em 1943, quando o pai é demitido do cargo por Salazar. Licenciou-se em Direito. Colaborou em várias publicações, destacando-se a revista Almanaque e osuplemento "A Mosca" do Diário de Lisboa. Em 1961, publicou a peça de teatro Felizmente Há Luar , distinguida com o Grande Prémio de Teatro, tendo sido proibida pela censura a sua representação. Só viria a ser representada em 1978 no Teatro Nacional.
2. Luís Sttau Monteiro 1926-1993
3. Foi preso em 1967 pela Pide após a publicação das peças de teatro A Guerra Santa e AEstátua , sátiras que criticavam a ditadura e a guerra colonial. Adaptou ao teatro o romance, de Eça de Queirós, A Relíquia . Escreveu o romance inédito Agarra o Verão, Guida, Agarra o Verão , adaptada como novela televisiva em 1982 com o título Chuva na Areia . Obras: Ficção: Um Homem não Chora (romance, 1960), Angústia para o Jantar (romance, 1961), E se for Rapariga Chama-se Custódia (novela,1966). Teatro: Felizmente Há Luar (1961), Todos os Anos , pela Primavera (1963), Auto da Barca do Motor fora da Borda (1966), A Guerra Santa (1967), A Estátua (1967), As Mãos de Abraão Zacut (1968).
4.  
5. Características
* Texto – modo dramático
* Destina-se a ser representado
* Falas das personagens – Texto principal
* Didascálias - Texto secundárioconstituído pelas informações fornecidas pelo dramaturgo (autor) sobre, por exemplo, o tempo e o lugar da acção (cenário), o vestuário, os gestos das personagens, etc. Cabe ao encenador e aos actores, ao definirem a representação, a actualização das indicações cénicas.
* Tempo da acção - condensado
* Personagens - poucas
* Espaço - reduzido
* Acção - resulta dosacontecimentos vividos pelas personagens
6. Modos de expressão
* Diálogo - duas ou mais personagens em cena
* Monólogo - uma personagem em cena
* Apartes – comentários não ouvidos pelo seu interlocutor
* Linguagem Gestual, Mímica
* Sonoplastia – efeitos de som
* Luminotécnica – efeitos de luz
7. Felizmente Há Luar! Edições (Capas)
8.
*Invasões francesas – 1807
* D. João VI refugia-se no Brasil – 1808
* Exército francês deixa o país – 1810
* Administração do reino entregue a uma tríade: D. José António Meneses e Sousa Coutinho; D. Miguel Pereira Forjaz; William Beresford
* Contestação popular
* Gomes Freire acusado de conspiração é condenado à morte
* Advento do Liberalismo - 1820Contexto Histórico
9. Paralelismo Histórico Tempo da História (século XIX – 1817) - agitação social - regime absolutista e tirânico - classes sociais fortemente hierarquizadas - classes dominantes com medo de perder privilégios - povo oprimido e resignado - a “miséria, o medo e a ignorância” - obscurantismo, mas “felizmente há luar” - luta contra a opressão do regime absolutista -perseguições dos agentes de Beresford - as denúncias de Vicente, Andrade Corvo e Morais Sarmento que, hipócritas e sem escrúpulos, denunciam - censura - severa repressão dos conspiradores - processos sumários e pena de morte - execução do General Gomes Freire
* Tempo da escrita
* (século XX – 1961)
* - agitação social
* - regime ditatorial de Salazar
* - maiordesigualdade entre abastados e pobres
* - classes exploradas, com reforço do seu poder
* - povo reprimido e explorado
* - miséria, medo e analfabetismo
* - obscurantismo, mas crença nas mudanças
* - luta contra o regime totalitário e ditatorial
* - Perseguições da PIDE
* - denúncias dos chamados “bufos”, que surgem na sombra e se disfarçam, para...
tracking img