Solo grampeado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7604 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TÉCNICA DE CONTENÇÃO DE ESCAVAÇÃO - SOLO GRAMPEADO: PROCESSO EXECUTIVO ¹

Tiago Soto Araújo ²
Prof.ª Miriam de Fátima Carvalho ³

RESUMO

Este trabalho tem por objetivo abordar os aspectos técnicos relacionados com estruturasde contenção, em particular a técnica de solo grampeado, segundo os processos da engenharia civil. Para tanto, faz-se uma apresentação do tema com base em estudos sobre o assunto, cita-se a origem do processo utilizado para executar estruturas de contenção em solo grampeado, apresenta-se o processo construtivo e suas etapas, contempla-se de forma sucinta, os modelos maisusuais de análises e métodos de dimensionamento e desenvolve-se um estudo de caso com foco no processo executivo, tomando-se como elemento de estudo a revitalização de uma edificação na cidade de Salvador-BA, Brasil. Como fechamento do trabalho é apresentado as análises realizadas no estudo de caso.

Palavras-chave: Estruturas de Contenção; Solo Grampeado; Processo Executivo._________________________________________
Artigo científico apresentado como avaliação da disciplina de Estágio III de Ensino Superior do curso de Engenharia Civil da Universidade Católica do Salvador – UCSAL.
2 Tiago Soto Araújo é estudante do curso de Engenharia Civil pela UCSal – Universidade Católica do Salvador. E-mail: tiagosoto@hotmail.com
3 Miriam de Fátima Carvalho(orientador) - Engenheira Civil, Geotecnia, Profª. Escola de Engenharia Civil/UCSAL. E-mail: miriam@ucsal.br

1 - INTRODUÇÃO

As obras de contenção mais antigas de que temos notícia são muros de alvenaria de argila, contendo aterros na região sul da Mesopotâmia (atual Iraque), construídos por sumerianos entre 3200 e 2800 a.C.
Obras construídas conforme preceitos de engenharia moderna começaram asurgir apenas no início do século XVIII, fruto do trabalho de engenheiros franceses. De fato, a engenharia moderna de obras de contenção iniciou-se com a publicação do trabalho de Coulomb, em 1776, sobre estruturas de arrimo.
O desenvolvimento desta ciência naquela época foi motivado pela expansão colonizadora européia, iniciada no século XVI, que exigia a construção de diversas estruturas dedefesa e fortificações militares, em locais e terrenos os mais variados possíveis, em quase todos os continentes.
As estruturas de arrimo foram as primeiras obras de contenção a serem introduzidas no Brasil no século XVII, com os fortes costeiros, e no século XVIII tiveram seu uso expandido para obras portuárias e de contenções urbanas, na Bahia e no Rio de Janeiro, com a vinda da Corte portuguesa.A difusão desse tipo de estrutura no Brasil só iria ocorrer no século XIX, com a expansão das obras ferroviárias particulares (como a Estrada de Ferro de Petrópolis, em 1854), e estatais (como a Companhia Estrada de Ferro Dom Pedro II, em 1864) (Victor, 2004, p.2).
As obras de contenções têm como propósito prover a estabilidade de maciços de terra ou rocha fornecendo suporte para impedir aruptura ou escorregamento e podem ser de diferentes tipos, tais como muros de arrimo, terra armada, solo grampeado, cortina atirantada, dentre outros. A ruptura ou escorregamento são causados pelo próprio peso dos maciços e/ou por carregamentos externos e também pela infiltração d’água. Essas obras podem representar uma importância significativa no custo total de um projeto, transformando-se em umprocesso complicador para sua viabilização.
O conhecimento dos fatores: geométricos, geológicos, geotécnicos e a ação antrópica presentes no maciço em análise, são de grande importância para a escolha da técnica de contenção. A presença ou não de água também é um fator decisivo, que pode direcionar a escolha por uma determinada técnica. Além dos fatores acima citados, algumas dessas técnicas de...
tracking img