Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2256 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nesse contexto, a Sociologia(1) será a ciência que utilizaremos para descobrir, analisar e compreender os fenômenos sociais que estão a nossa volta, que englobam desde questões econômicas, políticas, culturais e educacionais, buscando tornar mais clara as relações que existem entre os homens e a sociedade.
Em nossa primeira web aula, discutimos o papel do positivismo e a influência do pensamentodurkheiminiano sobre a sociedade, principalmente na educação. Como vimos, Emile Durkheim(2), nasceu em Épinal (França) a 15 de abril de 1858. Estudou na École Normale Supérieure de Paris, tendo-se doutorado em Filosofia. Ocupou a primeira cátedra de Sociologia criada na França, na Universidade de Bordéus, em 1887. Aí permaneceu até 1902, quando foi convidado a lecionar Sociologia e Pedagogia naSorbonne.
Dentre todas as categorias trabalhadas, acredito que as questões sobre os fatos sociais são essenciais, pois segundo Durkheim, são eles que direcionam nossas ações cotidianas. Devemos pensar esses fatos sociais como “maneiras de agir, de pensar e de sentir exteriores aos indivíduos, dotadas de um poder de coerção em virtude do qual se lhe impõem” (Durkheim,1988, p. 48) lembrando semprede suas categorias: coercitividade (coerção) no momento em que algum fato é imposto pela sociedade aos indivíduos, exterioridade (exterior) não dependendo do individuo para existir, e generalidade (geral) pois atinge um grande número de pessoas, ou seja, uma coletividade.
Vamos a um exemplo dado pelo próprio Durkheim para compreendermos melhor essa importante categoria:
Esta definição do fatosocial pode, além do mais ser confirmada por meio de uma experiência característica: basta, para tal, que se observe a maneira pela qual são educadas as crianças. Toda a educação consiste num esforço contínuo para impor às crianças maneiras de ver, de sentir e de agir às quais elas não chegariam espontaneamente, - observação que salta aos olhos todas as vezes que os fatos encarados tais quais são etais quais sempre foram. Desde os primeiros anos de vida, são as crianças forçadas a comer, beber, dormir em horas regulares, são constrangidas a terem hábitos higiênicos, a serem calmas e obedientes; mais tarde, obrigamo-las a aprender a pensar nos demais, a respeitar usos e conveniências, forçamo-las ao trabalho, etc.., etc. Se, com o tempo, essa coerção deixa se ser sentida, é porque pouco apouco dá lugar a hábitos, a tendências internas que a tornam inútil, mas que não a substituem senão dela derivam. [...] Ora, estes últimos se tornam particularmente instrutivos quando lembramos que a educação tem justamente por objetivo formar o ser social; pode-se então perceber, como que num resumo, de que maneira este ser constitui através da história. A pressão de todos os instantes que sofre acriança é a própria pressão do meio social tendendo a moldá-la à sua imagem, pressão de que tanto os pais quanto os mestres não são senão representantes e intermediários (...) (DURKHEIM,1998, p. 48-49)|
Nesse contexto, podemos compreender que a sociedade estabelece para os indivíduos, dentro dos grupos nos quais esses pertencem, quais caminhos devem ser trilhados para a formação moral dosindivíduos, sendo essencial o cumprimento das leis estabelecidas socialmente sobre a possibilidade de uma punição. Aqui podemos encaixar a questão da família, da política, da ideologia, da escola.
Aqui coloco mais uma questão para reflexão(1): muitas das ações que os indivíduos realizam parecem ser por vontade própria, independente da forma como a sociedade estabelece os seus princípios universais. Umestudo feito por Durkheim, sobre um tema que ainda hoje é considerado um tabu (o suicídio) provou sociologicamente, a sua teoria de que antes da vontade do individuo, existe a sociedade.
(1) Você acha que o suicídio acontece pela vontade do individuo ou por uma influência externa a ele, provocado por aspectos sociais?|

Parece um pouco estranho achar que o suicídio está vinculado ao que ocorre...
tracking img