Sociologia - comte, marx, weber e durkheim positivismo.vs

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5161 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Augusto Comte – Positivismo

Isidore Auguste Marie François Xavier Comte, filósofo e matemático francês, nasceu em Montpelier a 19 de janeiro de 1798. Foi fundador do Positivismo. Fez seus primeiros estudos no Liceu de Montpellier, ingressando depois na escola Politécnica de Paris, de onde foi expulso em 1816 por ter-se rebelado contra um professor. Foi então estudar medicina em Montpellier,mas logo regressou a Paris, onde passou a viver de aulas e colaborações em jornais.
Em 1818 foi discípulo de Saint-Simon, de quem seguiu a orientação para o estudo das ciências sociais, mas com o qual se indispôs em 1824.
Em 1826, começou a elaborar as lições do Curso de Filosofia Positiva, Sofrendo, porém, sério esgotamento nervoso, viu-se obrigado a interromper seu trabalho. Já recuperado,publica, de 1830 a 1842, sua primeira grande obra: Curso de Filosofia Positiva, constituída de seis volumes.
Foi mestre repetidor examinador na Escola Politécnica, funções de que foi destituído em 1844 e 1845 respectivamente. Viveu, daí por diante, de aulas particulares – tendo por alunos vários brasileiros – e de contribuições pecuniárias de amigos.
A partir de 1846 toda sua vida e obra passaram ater um sentido religioso. Desligou-se do magistério, dedicando-se mais às questões espirituais. Deixou de ser católico e fundou a religião da Humanidade. Para propagar sua nova religião, manteve correspondência com monarcas, políticos e intelectuais de toda parte, tentando por em prática suas idéias de reformador social. Emitiu sucessivamente as idéias da “virgem mãe”, a adoração da humanidade, daorganização da sociedade pela ciência.
Sociologia que a princípio Comte denominou “Física Social “é um vocábulo criado por ele no seu Curso de Filosofia Positiva. Para Comte, a sociologia procura estudar e compreender a sociedade, para organiza-la e reforma-la depois. Acreditava que os estudos das sociedades deveriam ser feitos com verdadeiro espírito científico e objetividade.
O pensamento deComte provocou polémicas no mundo todo e reformulações de teorias até então incontestáveis. A sua influência foi imensa quer como filósofo social, quer como reformador social, principalmente sobre os republicanos brasileiros. Lema da Bandeira Nacional “Ordem e Progresso”, criado por Benjamin Constant, é de inspiração Comtista.
O lema que resume o positivismo:
A Religião da Humanidade, fundadapor Augusto Come, sobre a Angélica inspiração de Clotilde de Vaux, pode ser indiferentemente caracterizada como a religião do Amor, a Religião da Ordem ou a Religião do Progresso; O Amor procura a Ordem e leva ao Progresso; A Ordem consolida o Amor e dirige o Progresso; O progresso desenvolve a Ordem e conduz o Amor, donde a sentença característica do Positivismo:
“O Amor por princípio, a Ordempor base e o Progresso por Fim”.
O Brasil foi o país do mundo onde a influência de Augusto Comte se fez mais sentir. Os apóstolos brasileiros que mais trabalharam para o seu desenvolvimento foram:
Miguel Lemos e Raymundo Teixeira Mendes.
Augusto Comte morreu em Paris a 5 de Setembro de 1857.

O século XIX é caracterizado por duas correntes filosóficas: o Idealismo na primeira metade e nasegunda metade pelo Positivismo.


O Positivismo

A revolução Industrial no séc. XVIII, expressão do poder da burguesia em expansão, demonstrou a eficácia do novo saber inaugurado pela ci6encia moderna no século anterior. Ciência e técnica tornaram-se aliadas, provocando modificações no ambiente humano jamais suspeitadas. De fato, basta lembrar que antes do advento da máquina a vapor, usava-se aenergia natural (força humana, das águas, dos ventos., dos animais) e, por mais que houvesse diferenças de técnicas adoptadas pelos diversos povos através dos tempos, nunca houve alterações tão cruciais como as que decorreram da Revolução Industrial.
A exaltação diante desse novo saber e novo poder leva à concepção do cientificismo, segundo o qual a ciência é considerada o único conhecimento...
tracking img