Sociolagia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2938 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A partir de uma leitura dialética, convergindo, assim, com o próprio David Harvey, pretendemos ao discutir a sua teoria da mudança social, e consequentemente a de Marx, e a Tese do livro Condição Pós-Moderna, fazer, na medida do possível, a ligação dialética entre a seção sugerida e a Tese do livro, tentando, desta forma, preencher a seção de significado e compreender a relevância da obra comoum todo.
Para Harvey existe a necessidade, enquanto socialista, de uma teoria da mudança social. Nesse sentido ele vai beber da teoria esboçada por Marx no Capital. Em sua teoria da mudança social, Marx aponta alguns “momentos” constitutivos da totalidade aos quais Harvey acrescenta outros no sentido de preencher as lacunas da teoria de Marx. Em seu conjunto são eles: as relações sociais, relaçõescom a natureza, tecnologia, processo de produção, reprodução da vida cotidiana, concepções mentais, arranjos institucionais e administrativos.
Marx, segundo Harvey, ao discutir no Capital a transição do feudalismo para o capitalismo analisou alguns desses momentos em constante interação dialética, não havendo primazia de um sobre outro e sim uma co-evolução, a transformação de um implicando oreordenamento da totalidade.
A partir da análise da transição feudalismo-capitalismo, Harvey argumenta, é possível pensar, e provavelmente o próprio Marx o fez, a transição do capitalismo para o socialismo. A teoria da mudança social de Harvey é, portanto, marxiana e dialética.
Não é tão fácil perceber uma relação direta da tese do autor com a seção sugerida, principalmente por se tratar da seçãode um capítulo do livro. Todavia, interpreto-a como parte de um alicerce teórico que vai possibilitar a rejeição das idéias de pós-capitalismo e pós-industrialismo, frequentemente associadas à idéia de pós-modernismo, mais adiante.
Harvey, em sua tese, identifica mudanças culturais e político-econômicas significativas na década de 70. Com a crise desta década há uma reconfiguração dialética dosdiversos momentos que compõe o modo de produção capitalista. Porém, ao passo que Harvey rejeita a idéia de uma sociedade pós-capitalista e pós-industrial, não nega a idéia de pós-modernismo afirmando ser ele apenas uma mudança superficial do sistema capitalista, agora eu sua fase neoliberal. Nesse sentido lembra a formulação de Jameson do pós-modernismo enquanto lógica cultural do capitalismotardio. Rejeita-a na medida em que para ele o sistema continua fundamentando na valorização do valor através da exploração do trabalho alheio, tendo como conseqüência histórica a acumulação de riqueza num pólo da sociedade e a acumulação de miséria no outro. É, destarte, contra os falsos profetas do pós-modernismo que Harvey escreve a Condição pós-moderna.
Texto: Condição pós-moderna, seção:modernidade e modernismo. Autor: David Harvey
Evocando a definição beaudelairienne da modernidade, o propósito de Harvey aparece como uma tentativa de resgatar, nas trajetórias do pensamento iluminista, os elementos que priorizariam o caráter “eterno” ou “imutável” do projeto da modernidade. Retomando os elementos trazidos pela análise de Berman, o autor enfatiza a centralidade da “experiência vital”,quer dizer, do conjunto de grandes mudanças que afetam as sociedades. A partir desta percepção, Harvey vai procurar a “experiência distintiva” capaz de identificar os aspectos coerentes, as linhas fundamentais, que caraterizam o chamado projeto da modernidade, nessa ”desordem caótica” e “discontínua” que constitue a base de experimentação moderna.
Retomando as análises de Habermas sobreo projeto da modernidade, Harvey começa por definir os padrões iluministas do século XVIII que vão influenciar o desenvolvimento do mundo moderno. Em primeiro lugar, ao descrever os processos de secularização e de racionalização invocados pelos pensadores dasLumières para reconciliar o homem com à natureza, o autor percebe a presença de uma recusa às superstições e ao caráter arbitrário do poder...
tracking img