Soc. da juventude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3524 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Precariedade Laboral – Realidades distantes entre o passado e o actual
Transição para a vida pública


Introdução
No âmbito da Unidade Curricular Sociologia da Juventude, lecionada pelo Professor Doutor Nuno Augusto, foi-nos proposto a realização de um trabalho que se enquadrasse no programa desta mesma unidade curricular. Como já pudemos constatar, quando se fala de juventude muita coisa setem para dizer e muitos temas se podem abordar, por tal, foi-nos difícil chegar a um consenso sobre o tema a trabalhar. Após alguma discussão chegamos a um acordo.
Como é de fácil compreensão, os jovens actualmente estão sujeitos a várias dificuldades que antes não eram verificadas na sua transição para a vida adulta. Uma delas é a sua inserção para o mercado de trabalho, as taxas elevadíssimasde desemprego e a precariedade nesta fase da vida e, por tal, toda esta mudança trás consequências para os jovens. É essa dificuldade, as consequências associadas a essa dificuldade e todas as mudanças que se formam a partir daí que pretendemos analisar neste trabalho. Para conseguirmos chegar a este objectivo optamos por dividir de forma estruturada o nosso trabalho. Pretendemos abordar eanalisar as transformações no mercado de trabalho, as transformações na transição para a vida adulta, o emprego juvenil e, por fim, associado a este último, falar no primeiro emprego. Posto isto, pretendemos também analisar as consequências para os jovens que vão muito mais além que dificuldades económicas mudando profundamente condutas e modos de vida.

Mudanças sentidas no mercado de trabalho
Nodecorrer dos anos 70 do século passado, nos países Ocidentais, muitas alterações no mercado de trabalho se verificaram prolongando-se para os dias de hoje. De uma base de estabilidade laboral rapidamente se observou um desemprego a um nível global, dificultando, não só mas principalmente, a entrada dos jovens no mercado de trabalho. Para além de esta situação criar, como já foi referido, taxaselevadas de desemprego, foi também facilitadora de novas formas de emprego maioritariamente ocupadas por esses jovens. Exemplos dessas novas formas de emprego são os falsos recibos verdes, aquilo a que Machado Pais designa de “biscates”, os contratos a termo onde os jovens beneficiam pouco dos seus direitos sociais, o trabalho a tempo parcial, entre muitos outros. Pode afirmar-se que, o mercado detrabalho ganha novos contornos, sendo este marcado pelo desemprego e precariedade laboral, muitas vezes, acompanhado por formas de exclusão social e económica. São estas as condições a que os jovens de hoje estão sujeitos e que modificam, fortemente, o processo de entrada na vida ativa.
No Pós 25 de Abril, com a implementação do Estado- Providência houve uma injeção de capital surgindo a lógica dociclo virtuoso que permitiu o desenvolvimento da economia portuguesa, isto levou a um aumento da taxa de investimento, de exportações, de produtividade e à criação de emprego, mas isto só se verifica até aos anos 90 do século passado. Esta melhoria não se fez apenas sentir no sector da economia, mas também no da educação com um grande investimento nesta área levando a um crescimento dashabilitações e das qualificações profissionais, chegando mesmo aniquilar-se o analfabetismo juvenil, o que leva por conseguinte a um decréscimo da taxa de desemprego e o abandono escolar. Isto teve consequências para os jovens. A um nível macro pode constatar-se consequências na taxa de fertilidade e natalidade. Isto provoca a inversão da pirâmide etária, perde-se o equilíbrio demográfico que permite oequilíbrio do Estado- Providência. Como é de esperar as mudanças ocorridas não resolvem os problemas estruturais que Portugal tem e que o torna como Boaventura de Sousa Santos chama, o «país semiperiférico». Este crescimento não durou muito tempo e no ano de 2001 ocorreu um abrandamento da economia, uma menos procura interna, um menor dinamismo da economia internacional, um aumento da despesa pública...
tracking img