Sobre a psicopatologia da vida cotidiana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1085 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sobre a Psicopatologia da Vida Cotidiana

Tema Central
Nesta obra, Freud (1901) enfoca o fenômeno do esquecimento temporário de nomes ou seqüência de palavras, lapsos da fala, escrita ou leitura, bem como, equívocos na ação e atos falhos, entre outros, para dar-lhes uma explicação de maior alcance do que a usual, procurando entender estes lapsos da vida cotidiana a partir de um enfoquepsíquico.

Idéias Principais
O autor acredita que estas situações específicas, nas quais a função psíquica memória se recusa a funcionar, não podem ser consideradas meros acidentes. Para ele o pensamento aparentemente sem sentido e o lapso casual possuem um significado que pode servir para descobrir o funcionamento da mente.
Introduz primeiramente os casos em que ocorre esquecimento denomes próprios, que por uma tentativa de recuperá-los acabamos substituindo por outro errado e reconhecemos de imediato este erro. Considera ele que este processo de tentativa de recuperação do nome é deslocado e nos leva ao erro. “Minha hipótese é que esse deslocamento não está entregue a uma escolha psíquica arbitrária, mas segue vias previsíveis que obedecem a leis.” (p. 19). Desta forma,acredita que o nome perdido e o nome substituto ligam-se de alguma maneira.
Freud (1901) prossegue articulando interpretações sobre os mais diversos tipos de esquecimentos, como palavras em língua estrangeira e seqüência de palavras. Atenta para o fato de que a maioria das lembranças da infância estão relacionadas a fatos aparentemente sem importância, ele as denomina de recordações encobridoras.O autor procura entender além dos motivos do esquecimento, o mecanismo que rege este esquecimento. Atenta para o fato de que o esquecimento de nomes é algo contagioso “Numa conversa entre duas pessoas, muitas vezes basta que uma delas mencione ter esquecido tal ou qual nome para que este escape também à memória da outra.” (p. 56).
Supõe que os mesmos mecanismos que atuam nos esquecimentosde nomes, podem estar envolvidos nos lapsos da fala, de leitura e de escrita e nos esquecimentos de impressões e intenções. Sobre outras atividades motoras, ele utiliza o termo equívocos na ação “…para descrever todos os casos em que o efeito falho – ou seja, um desvio do que fora intencionado – parece ser o elemento essencial…” (p. 167), para os que a ação completa parece inadequada, dá o nome deatos sintomáticos e acidentais.
Distingue ainda os erros de memória dos esquecimentos, afirmando que no primeiro ocorre uma ilusão de memória e o erro não é percebido, enquanto que no esquecimento há uma lembrança errônea. Afirma ainda, que existem casos nos quais estes atos acontecem concomitantemente denominando-os de atos falhos combinados. E por fim, tece alguns pontos de vista sobre odeterminismo, crença no acaso e superstição.

Terminologia
Repressão: “…operação psíquica tendente a fazer desaparecer da consciência um conteúdo desagradável ou inoportuno…” (Laplanche, 1976 – p.594).
Recordação Encobridora: Recordações infantis que indicam ao mesmo tempo grande nitidez e aparente insignificância de conteúdo. (Laplanche, 1976).

Conclusões
Freud (1901) inicia suareflexão com a análise psicológica de um caso de esquecimento do nome ocorrido com ele próprio. Remontando e interpretando a situação, ele afirma que o esquecimento vem a partir de uma tentativa de retenção de um impulso, no caso, o de comunicar coisas inoportunas no momento. Esta tentativa de esquecer algo provocou uma perturbação ao novo tema de conversa. Entretanto percebe que o que ele tentavaesquecer “…conseguiu situar-se numa conexão associativa com seu nome, tanto que meu ato de vontade errou o alvo e esqueci uma coisa contra minha vontade, quando queria esquecer intencionalmente outra.” (p. 21).
A partir daí, ele conclui que os esquecimentos não são casuais, tem uma motivação, são motivados pelo recalque, sendo que este pensamento recalcado é o que perturba a fala. Desta...
tracking img