Sobre verdade e mentira no sentido estra-moral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (496 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
ESCOLA DE DIREITO
CURSO DE DIREITO


TATIANA IASMIM RUIZ
LUHANA BALDAN









SOBRE VERDADE E MENTIRA NO SENTIDO EXTRA-MORALCURITIBA
2012
TATIANA IASMIM RUIZ
LUHANA BALDAN












SOBRE VERDADE E MENTIRA NO SENTIDO EXTRA-MORAL

TRABALHO APRESENTADO ÀDISCIPLINA DE FILOSOFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ.


Orientadora: Profª. Diana










CURITIBA2012

QUESTÕES



1) Explique a crítica presente na Fábula que inicia o texto “Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral”.




2) Como e por que o intelecto sedesenvolveu segundo Nietzsche?




3) É a linguagem a expressão adequada de todas as realidades?




















Respostas

1) A crítica feita porNietzsche na fábula que inicia o seu texto é á respeito da sobrevalorização da razão (verdade). Suas primeiras palavras no texto são de crítica e desprezo ao comportamento arrogante da humanidadeperante a natureza, dizendo que sobre os olhos e os sentidos humanos, repousa uma nuvem de cegueira gerada por essa altivez e arrogância com que é cultivado o saber, que os engana sobre o valor daexistência, pois traz em si valor sobre o próprio saber de modo vanglorioso e orgulhoso. Com ainda mais desprezo, nos descreve a humanidade através de uma fabula, demonstrando o quão pequenos e desprezíveissomos diante do universo. Descreve nossa existência como apenas “o minuto mais soberbo e mais mentiroso da historia universal.” Complementa que os olhos apenas vêem formas, e as sensações não nosconduzem jamais a verdade, pois se contenta em apenas receber estímulos, dizendo que a natureza nos esconde a chave para a verdade. Uma frase dita por Nietzsche que explicita essa crítica é a seguinte:...
tracking img