So coloquei pra me cadastrar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 61 (15095 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
I PARTE



01 . Os homens, com o trabalho, transformam a natureza, da qual extraem bens necessários à sobrevivência. Ao mesmo tempo estabelecem relações entre si, originando vínculos econômicos, sociais, políticos e ideológicos.

Na Idade Média, o processo de produção predominante — o feudal — teve relações sociais e uma ordem política e cultural

específicas. A essa estruturaeconômico-social com os adequados componentes político-culturais chamamos modo de

produção feudal, um conceito que abrange uma totalidade social.

(VICENTINO, 2002, p. 111).

A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre o feudalismo, pode-se afirmar que o sistema feudal caracterizavase

pela

01) utilização de mão-de-obra compulsória e pelo poder político centralizado.

02)religiosidade da população, pelo espírito crítico e pela economia agroexportadora.

03) valorização das relações de dependência e de fidelidade, pela economia praticamente auto-suficiente e por uma

sociedade hierarquizada.

04) existência de uma economia monetarista e pelo poder político concentrado na mãos do rei, “Suserano dos suseranos”.

05) exploração do trabalho assalariado, pela existência deuma sociedade classista e de mobilidade social expressiva.









Questões 02 e 03

Depois de passar a tocha que ajudou a iluminar a Era

das Trevas na Europa, os árabes entraram num longo e

agitado sono, do qual só agora começam a despertar.

Desde a Segunda Guerra Mundial, libertos por fim de

séculos de domínio estrangeiro, abençoados com os

recursos trazidos pelopetróleo e agora aproveitando a

tecnologia ocidental, os povos árabes, há tanto tempo

divididos, mais uma vez buscam a unidade. Nahda, assim

os árabes chamam essa renascença. Até agora não passa

de um sentimento, um começo, um espírito que se nota

no mundo árabe.

“A época dos impérios passou”, comentou certa noite um

amigo de Meca. “Mas com certeza iremos, com a

permissão deAlá, reflorescer de novo, unificados por

nossa religião, cultura e língua.”

E contou a história do cético que provocou Maomé sobre

a promessa islâmica de ressurreição: “Que poder seria

capaz de trazer o homem de volta à vida, depois de

transformado em ossos e pó?”

“O mesmo que criou o homem a partir da argila”,

respondeu imperturbável o Profeta.

(BELT, 2001, p. 143).

02. Apartir da análise do texto e dos conhecimentos sobre a

civilização muçulmana, pode-se afirmar:

A) Os paises muçulmanos defendem, na atualidade, o

restabelecimento do império islâmico e o domínio dos

povos cristãos ocidentais.

B) A dominação européia sobre o mundo muçulmano, no

contexto da Segunda Guerra Mundial, deveu-se ao

apoio desses povos à Alemanha hitlerista.

C) Aexpansão muçulmana, a partir do século VIII,

estabeleceu grandes avanços técnicos, filosóficos,

culturais e científicos na sociedade européia.

D) A Europa só conseguiu superar o obscurantismo

medieval, a ignorância e a ausência de produção

filosófica e cultural a partir da dominação muçulmana.

E) A unidade religiosa dos muçulmanos possibilitou que,

durante a dominaçãoimperialista, suas fronteiras

políticas e divisões étnicas e culturais fossem

respeitadas pelos europeus.





03. Em relação ao islamismo, pode-se afirmar:

A) O renascimento cultural do mundo islâmico baseou-se

no abandono dos dogmas maometanos e na assimilação

completa da cultura e das técnicas ocidentais.

B) A riqueza trazida pelo petróleo tem permitido a unidade

entre os paísesárabes e a melhoria da qualidade de

vida de sua população, conseqüência da política

redistributiva de renda.

C) A coesão religiosa dos muçulmanos possibilitou que o

Império Romano do Oriente rechaçasse as invasões

bárbaras, tornando o Império Bizantino o centro

irradiador do islamismo.

D) O fanatismo religioso e as práticas rituais bárbaras e

primitivas, inerentes ao...
tracking img